Para pensar:

"Esta vida é uma estranha hospedaria,
De onde se parte quase sempre às tontas,
Pois nunca as nossas malas estão prontas,
E a nossa conta nunca está em dia."

Mario Quintana

terça-feira, 22 de abril de 2014

Class, da Congesa, oferece condições especiais de lançamento

A Congesa acaba de lançar mais um empreendimento imobiliário em Indaiatuba, o Class. Com uma torre de 17 andares com apartamentos de três e dois dormitórios, o Class está sendo comercializado com parcelas mensais durante a construção a partir de R$1.198,00 para as unidades de dois dormitórios com suíte. É o momento de adquirir um Congesa com preços especiais de lançamento e com a garantia de uma marca reconhecida por sua credibilidade, qualidade e pontualidade.
O Class será construído no bairro Jardim América, a uma quadra da Avenida Visconde de Indaiatuba. A localização é excelente pela facilidade de acesso às principais avenidas da cidade e à Rodovia Santos Dumont, que leva a Campinas, Salto e Itu. Além disso, a região oferece comércios e serviços que não necessitam de deslocamento por carro, como padaria, supermercado, restaurantes, pet shops etc.
Com um projeto diferenciado, o empreendimento conta com 136 apartamentos, todos com duas vagas de garagem escolhidas no momento da compra do imóvel. "Observamos que as vagas de garagem são itens muito importantes na decisão de compra, por isso em nossos empreendimentos não existe sistema de sorteios", afirma o diretor da empresa, Athos Mazzoni Júnior. Outro ponto de destaque é o hobby box para cada unidade no próprio andar, espaço privativo para guardar equipamentos esportivos, ferramentas e acessórios em geral.
No lazer, a Congesa não mediu esforços para agradar todas as faixas etárias. Com dois pavimentos dedicados exclusivamente ao lazer, o Class oferece tudo que inspira o bem-estar. No térreo elevado, os moradores terão: piscinas adulta e infantil, solário, salão de festas/espaço gourmet, churrasqueira/forno de pizza, salão de festas infantil/brinquedoteca, playground, lounge jovem, quadra esportiva, praça fitness e estar externo. No top floor, as atrações são fitness, sauna, lounge adulto e os terraços, de onde se tem uma vista privilegiada da região.
Para apresentar o Class, a Congesa preparou sua Central de Vendas, no Parque Ecológico, onde estão expostos o apartamento decorado e a maquete do projeto. Na Avenida Visconde de Indaiatuba com a Rua México, a empresa montou um plantão container para quem quiser obter informações e visitar a área onde o imóvel será construído. A Central de Vendas Congesa funciona diariamente das 9 às 19 horas. O endereço é Avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé 1357 - Parque Ecológico - Indaiatuba. Telefone: (19) 3835-4572. Site: www.classindaiatuba.com.br.

SESI Amoreiras apresenta ‘Elis Regina, A Doce Pimenta’ e ‘Amor em Fragmentos’ este fim de semana

DL Martinez
O Teatro do SESI Campinas Amoreiras terá dupla programação neste fim de semana. No dia 26 de abril, sábado, às 20h, o espetáculo Elis Regina, A Doce Pimenta e, no dia 27, domingo, às 19h, a unidade receberá o espetáculo Amor em Fragmentos.
O Projeto Cultural Elis Regina, A Doce Pimenta foi elaborado e é apresentado pela professora de História, intérprete, cavaquinista e pesquisadora da MPB Ilcéia Miriam.
Composto por vinte músicas, o show relembra a trajetória da grande intérprete musical, apresentando sua infância, as influências musicais, o Fino da Bossa, a parceira com Jair Rodrigues e as grandes canções que foram imortalizadas com o tempo.

Repertório
1)         O Mestre de Sala dos Mares (João Bosco/Aldir Blanc)
2)         Arrastão (Edu Lobo/Vinícius de Moraes)
3)         Upa Neguinho (Edu Lobo/Gianfrancesco Guarnieri)
4)         Travessia (Milton Nascimento/Fernando Brant)
5)         Lapinha (Baden Pawell/Paulo César Pinheiro)
6)         Vou Deitar e Rolar (Baden Powell/Paulo César Pinheiro)
7)         Madalena (Ronaldo Monteiro/Ivan Lins)
8)         Casa no Campo (Zé Rodrix/Tavito)
9)         É com esse que eu vou (Pedro Caetano)
10) Folhas Secas (Guilherme de Brito/Nelson Cavaquinho)
11) Águas de Março (Tom Jobim)
12) Canto de Ossanha (Baden Powell/Vinícius de Moraes)
13) Como Nossos Pais (Belchior)
14) Romaria (Renato Teixeira)
15) Saudosa Maloca (Adoniran Barbosa)
16) O Bêbado e a Equilibrista (João Bosco/Aldir Blanc)
17) Tiro ao Álvaro (Adoniran Barbosa)
18) Me Deixas Louca (Armando Manzaenro/Paulo Coelho)
19) O Trem Azul (Lô Borges/Ronaldo Bastos)
20) Maria, Maria (Milton Nascimento/Fernando Brant)

Ficha técnica
Músicos:
Voz: Ilcéia Mirian
Violão: J. Luis
Baixo: André
Percussão: Luis
Percussão: Amaury
Teclado: Miro
Elaboração: Ilcéi Mirian e Marcos Ferreira;
Pesquisas e Textos: Ilcéi Mirian;
Direção cênica e Iluminação: Marcos Ferreira
Carlos Canhameiro
Figurino: Wanda Pires

Já a peça Amor em Fragmentos, inspirada na obra Fragmentos de um Discurso Amoroso, de Roland Barthes, conta a história de um casal de atores que transforma o palco em um lugar aberto e claustrofóbico do amor, deslizando sobre as fronteiras entre teatro, dança, música e performance. O espetáculo da Companhia 4 pra Nada ressalta o valor da imagem, tendo o ator como agente criador desta.
Corpo móvel/imóvel, corpo expressivo, corpo fragmentado, corpo que dança, corpo de AMOR. Através dessa mistura de gêneros expressivos e da transposição da palavra para o corpo, a história se monta a cada cena.

Ficha Técnica
Direção/Dramaturgia/Figurino/Operação de Som - Carlos Canhameiro
Atuação/Produção - Paula Mirhan e Rafael Bougleux
Cenário e Adereços - Jair Correia
Iluminação/Operação de Luz - Daniel Gonzalez

Serviço
Local: Teatro do SESI Amoreiras/Campinas – Av. das Amoreiras 450, Parque Itália
Capacidade: 366 lugares e 8 para cadeirantes
Informações: (19) 3772-4100
Entrada gratuita – os ingressos serão distribuídos 1 hora antes do início da apresentação

Elis Regina, A Doce Pimenta
Datas e horários: dia 26 de abril, sábado, às 20h
Duração: 90
Classificação indicativa: livre
Gênero: música

Amor em Fragmentos
Datas e horários: dia 27 de abril, domingo, às 19h
Duração: 60
Classificação indicativa: 16 anos
Gênero: Teatro Adulto.

Campinas Decor começa dia 25

Divulgação
Tendo como cenário um casarão dos anos 1970 inspirado no clássico E o vento levou, a Campinas Decor 2014 começa no dia 25 de abril e entra para a história como a mais arquitetônica das 19 edições da principal mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior paulista. Dos 42 ambientes internos e externos apresentados, oito – 20% do total – foram projetados e erguidos pelos expositores especialmente para a exposição, oferecendo um panorama de estilos e sistemas construtivos variados, mesclados às principais tendências e lançamentos do setor.
Até 15 de junho, os visitantes poderão conferir o trabalho preparado por um time de 65 dos mais renomados profissionais de Campinas e região, distribuídos por 2.500 metros quadrados de terreno e 1.500 metros quadrados de área construída. Localizado no nobre Jardim das Paineiras, o imóvel escolhido impressiona pela fachada suntuosa, ambientes amplos, pé direito alto e fácil acesso tanto para os moradores da cidade como para os visitantes de outros municípios.
Seu amplo terreno disponível propiciou à organização a realização de um feito inédito: reservar uma área exclusiva para a construção de espaços. Dispostos em volta da casa e da antiga piscina em formato oval totalmente restaurada, foram erguidos loft, espaço gourmet, restaurante, bar, spa (assinado pelo arquiteto Anderson Leite, que mora e mantém escritório em Indaiatuba), espaço de patrocinador, bilheteria e lounge de saída. Somam-se a eles salas, suítes, banheiros, terraços e jardins, transformando o evento em uma vitrine completa e garantindo atração para todos os públicos.
Realizar a mostra ali era sonho antigo das organizadoras, Stella Pastana Tozo e Sueli Cardoso. “Há anos namorávamos essa casa e por diversas vezes conversamos com a proprietária, Lya Xavier de Souza, que também tinha esse desejo. Mas, por vários fatores, ainda não havia dado certo. Com o imóvel vazio após o falecimento da doutora Lya, conversamos com os herdeiros e conseguimos colocar em prática essa ideia que muito a entusiasmava”, conta Stella.
Além de propiciar aos expositores a oportunidade única de mostrar ao público seus estilos arquitetônicos, o imóvel localizado no número sete da Rua Francisco Xavier de Souza Junior (homenagem ao avô de Lya) permite à organização realizar a mostra pelo segundo ano consecutivo em uma casa – condição que resgata a principal origem de uma mostra de arquitetura, decoração e paisagismo.
“Tivemos muito orgulho em realizar o evento em patrimônios públicos durante quatro anos e contribuir para a recuperação de importantes prédios históricos da cidade, mas decorar uma casa de verdade nos aproxima cada vez mais do que o público deseja ver”, explica Sueli. Esse interesse pode ser comprovado pelo sucesso obtido em 2013, quando a mostra promovida em uma casa no Parque Taquaral tornou-se uma das mais bonitas e comentadas da história da Campinas Decor.
Em 2014, foram investidos R$6 milhões na preparação da mostra, divididos entre a organização, expositores, patrocinadores e fornecedores. Durante dois meses de trabalho, os arquitetos, decoradores e paisagistas imprimiram nos espaços o que há de mais moderno em tecnologia de automação residencial, luminotécnica, mobiliário, equipamentos de som e imagem, pisos, revestimentos, pinturas e paisagismo.
Requinte, sofisticação e praticidade. Essas são as características predominantes nos ambientes da Campinas Decor 2014. Em uma casa que por si só já chama a atenção por sua arquitetura, amplitude e design, os profissionais apostaram em trazer as tendências de uma forma que pode ser realmente aplicada ao cotidiano das famílias. O luxo aparece em lustres contemporâneos, nos mais variados estilos, tecidos nobres, mármores e obras de arte de artistas brasileiros e estrangeiros.
Os revestimentos são os mais variados. Papéis de parede aparecem com predominância, em variadas texturas e estampas. Mas também há lugar para paredes cobertas por tecidos nobres, materiais cimentícios, espelhos e muitos painéis amadeirados.
Grafismos, presentes em móveis e revestimentos e cores fortes, nos mais variados tons, também são notadas, assim como o dourado, que se faz presente em muitos ambientes. O contraste entre cores neutras, em especial o preto e fortes, como o laranja, também pode ser percebido.  Outra constante é a sustentabilidade, que se mostra das mais diversas formas, como a ampla utilização de madeira de reflorestamento em móveis, pisos vinílicos ou cimentícios e o uso de iluminação em Led. A tecnologia também se destaca, fazendo-se presente nos ambientes com as mais diversas funções.
A 19ª Campinas Decor gerou cerca de 1.500 empregos diretos e indiretos no período de obras e outros 150 durante a realização da mostra.  A expectativa é atrair cerca de 32 mil pessoas ao evento. 

Inspiração cinematográfica
Com três andares, suntuosas colunas na fachada e uma escada de degraus largos dando boas vindas, o imóvel escolhido para abrigar a 19ª Campinas Decor concretizou o desejo da advogada e tabeliã Lya Xavier de Souza de morar em uma casa que transpirasse o ar do filme E o vento levou. Foi essa a premissa fornecida por ela – integrante de uma família tradicional de Campinas que tem Francisco Barreto Leme, fundador da cidade, no topo da árvore genealógica –, ao engenheiro Mario Banholi, responsável pelo projeto da construção concluída em 1976.
A história da casa começa em 1967, quando Lya comprou o terreno de 10 mil metros quadrados (dois lotes) cuja frente pertence ao bairro Jardim das Paineiras e o fundo é chamado de Chácaras Bom Retiro. Em 1973 doou parte do seu terreno para a abertura da Rua Francisco Xavier de Souza Junior, nome de seu avô, em frente da casa, ação realizada em solenidade com a presença de várias personalidades. Após a finalização das obras, mudou-se para a casa onde viveria até 25 de junho de 2011, quando morreu, aos 81 anos de idade, vítima de um infarto.

A história da família
Como nas edições anteriores, a organização da Campinas Decor criou uma família fictícia de moradores para nortear o trabalho dos profissionais. Os arquitetos, decoradores e paisagistas elaboraram seus projetos tendo como clientes o clã Vasconcellos, encabeçado por Miguel, engenheiro civil de 41 anos de idade e Raquel, jornalista freelancer de 37 anos, que trabalha no conforto de casa. Eles são pais de Maria Eduarda, 13, dos gêmeos Theo e Igor, de 7 anos e da pequena Helena, com apenas 4 meses.
Antenado nos negócios, Miguel pratica hipismo no clube da cidade e também é apaixonado por outro esporte, o futebol, inspiração para sua coleção de camisas de clubes e seleções. A paixão de Raquel é a fotografia – praticada como hobby –, que divide a atenção da moradora com outras atividades prazerosas como a prática de yoga, a gastronomia e a escrita de romances.
Blogueira sempre conectada às redes sociais, a jovem Maria Eduarda mostra que herdou da mãe o talento para a escrita. Estudiosa, sonha em fazer medicina. Nas horas vagas, adora tocar violão e pratica esportes - o tênis em especial.
Fãs de futebol como o pai, os gêmeos brincam sempre juntos. Enquanto Theo é apaixonado por aviões, Igor é louco por bicicletas. Apesar das predileções distintas, possuem um hobby em comum: ambos adoram histórias em quadrinhos. Pequenina, Helena adora brincar as coisas da mãe e parece já ter nascido pronta para o balé.           

Projeto “Novos talentos”
Mantendo a tradição, dois espaços da Campinas Decor 2014 foram reservados para o projeto “Novos Talentos”. O programa visa valorizar os profissionais que estão há pouco tempo no mercado, mas têm grande potencial criador (com até três anos de formados). Os ambientes preparados pelos Novos Talentos nesta edição são a Copa da Família, assinada pela dupla Aldete Zappellini Rohwedder e Josimara Panontin Souza, e o Espaço Crianças, projetado por Flávia Elias Kury e Michele de Fátima Anselmo Igel.

Sobre a Campinas Decor
Criada em 1996, a Campinas Decor consolidou-se como a principal mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior do Estado. Ao longo dos anos, tornou-se uma grande vitrine do trabalho realizado pelos expositores, além de uma oportunidade única para fornecedores e patrocinadores divulgarem sua marca e seus últimos lançamentos. À frente da realização do evento desde 2001, as empresárias Stella Pastana Tozo e Sueli Cardoso transformaram a mostra em um evento de grande visibilidade não só na região, mas em âmbito estadual e nacional.
Nos últimos anos, a Campinas Decor assumiu também amplo papel social ao realizar a mostra em bens públicos tombados pelo patrimônio histórico, oferecendo como contrapartida a recuperação desses imóveis. Foram recuperadas instalações da antiga Estação Guanabara (2008), Instituto Agronômico de Campinas (2009 e 2010, em espaços diferentes) e Estação Cultura (2011). Em 2012, a mostra teve cenário rural, ocupando uma fazenda centenária em Joaquim Egídio e em 2013 retornou ao cenário urbano, mantido em 2014.

Os excelentes resultados obtidos ao longo dos anos trouxeram a parceria e a obtenção de patrocínio junto a grandes empresas. A edição 2014 tem patrocínio máster da Roca Sanitários Brasil e Quattor Esquadrias em PVC; patrocínio da Luxaflex HunterDouglas, Elletromec e Grupo Sempre; apoio Command 3M, CPFL Energia e TECPRAG. O evento conta ainda com apoio técnico da Lattaro Engenharia e parceria de mídia da Band, CBN e GM7. Neste ano foi fechada também uma parceria com a Rile – Elétrica e Hidráulica.

Páscoa no Colégio Escala

Divulgação
Com o tema O que posso fazer por você hoje?, os alunos do Colégio Escala realizaram seus trabalhos da semana de Páscoa. Eles receberam uma lista com 20 sugestões de "ajudas" que poderiam fazer com pessoas da sua casa, da escola, da rua, com aquelas que convivem diariamente e foram incentivados a realizar as gentilezas. Na quinta-feira (dia 17), os alunos socializaram as tarefas realizadas, além de assistir vídeos referentes ao assunto e trocar cartões.  A ideia original partiu do projeto A jornada de Renata Quintella, que inspirou a equipe a realizar esse projeto. Já a turminha da Educação Infantil recebeu a visita do coelhinho da Páscoa.

Bailaor espanhol Alfonso Losa promove curso de flamenco em Campinas

Divulgação
Entre os dias 28 e 30 de abril o bailaor espanhol Alfonso Losa estará em Campinas para cursos especiais de flamenco para diferentes níveis. O evento é uma parceria entre o Café Tablao, Centro de Arte Flamenca (CAF) e Estúdio Soniquete Arte Flamenca, os três principais espaços dedicados ao flamenco em Campinas.  
Para prolongar a euforia pela vinda de Losa, a Feria de Abril do Centro de Arte Flamenca deste ano comemora tal conquista na véspera, dia 27, no restaurante Nosotros Gastronomia Ibérica Y Tapas, no Cambuí, tendo o Café Tablao e o Soniquete Arte Flamenca como convidados especiais. É no Nosotros também que está marcada a despedida de Campinas do espanhol, que acontece na noite de 30 de abril. Os dois eventos no Nosotros estão abertos ao público mediante compra de ingressos.
Alfonso Losa estará no Brasil para participar da 6ª edição da Feira Flamenca, de 1º a 4 de maio, em São Paulo. O evento, coordenado pela Kabal Produções Artísticas e que conta com a parceria do Centro de Arte Flamenca desde a primeira edição, figura entre os principais acontecimentos do gênero no País. Na programação, oficinas e workshops de dança e música, palestras, mostra de vídeos, exposições, instalações artísticas, espetáculos, comercialização de artigos flamencos, praça de alimentação com comida típica e apresentações de grupos amadores e profissionais – dentre os quais alunos e professores do Centro de Arte Flamenca de Campinas e professores do Estúdio Soniquete Arte Flamenca. Informações: www.feiraflamenca.com.br.
Dançarino e coreógrafo, o espanhol Alfonso Losa começou seu treinamento com Rafael de Córdoba no Conservatório Real de Dança em Madrid. Em 2000, fundou seu primeiro show Em Candela para estrear com a sua companhia no Festival Madrid en Danza. Em 2005, participou como artista convidado da Companhia Noche Flamenca em uma turnê pan-americana, além de estrear o espetáculo Flamenco Men no Japão.
Participou de diversos festivais internacionais e recentemente tem feito várias colaborações com artistas de diferentes origens, resultando no seu atual projeto, Flamenco Três Tendências.
A iniciativa de trazer o renomado bailaor espanhol Alfonso Losa para Campinas é resultado do trabalho conjunto entre as diretoras, coreógrafas e bailaoras Karina Maganha, do Café Tablao, Lu Garcia, do Centro de Arte Flamenca e Mariana Abreu, do Soniquete Arte Flamenca. O município já é reconhecido nacionalmente pelo alto nível técnico de seus bailarinos e figura entre os principais destinos de artistas internacionais que se apresentam no País. Além de reunir centenas de praticantes da arte flamenca, estas escolas conseguiram, ao longo dos anos, difundir amplamente a dança pela região e formar um público cativo, que comparece em peso às apresentações.
  
Serviço
Alfonso Losa em Campinas – curso de flamenco
Dias: 28, 29 e 30 de abril
Intermediário: das 18h às 19h30 – Preço: R$345,00
Técnica: das 19h30 às 20h30– Preço: R$285,00
Avançado: das 20h30 às 22h– Preço: R$345,00
Local: Centro de Arte Flamenca - Av. Dr. Heitor Penteado 715, Pq. Taquaral – Campinas
Fone: (19) 3243-6019

Feria de Abril
Dia: 27 de abril, às 19h
Preço: R$15,00
Despedida de Alfonso Losa
Dia: 30 de abril, às 22h
Restaurante Nosotros Gastronomia Ibérica Y Tapas - R. Antônio Cesarino 885, Cambuí (terraço em frente ao Centro de Convivência), Campinas
Vendas: (19) 3243-6019 ou pelo e-mail lugarcia@centrodearteflamenca.com.br
Informações: (19) 2511-0588 ou contato@restaurantenosotros.com.br.

Congresso Brasileiro de Vendas

Obras italianas e mulheres na música em destaque na Fundação Ema Klabin

Retrato de Dama como Diana caçadora - Pompeo Batoni 
(1708, Lucca-1787, Roma), década de 1760. Óleo sobre tela - 
Fundação Ema Klabin.
A Fundação Ema Klabin (Rua Portugal 43, no Jardim Europa, em São Paulo), em parceria com o Departamento de história da Arte da Unifesp, realiza palestras mensais sobre história da arte abertas ao público em geral. No dia 26 de abril, das 10h às 12h, o pesquisador André Tavares ministrará a palestra Obras Italianas na coleção de Ema Klabin: o século XVIII. O encontro trará uma visão sobre a história das artes na península itálica no século XVIII e seus antecedentes seiscentistas. O debate entre realismo e beleza ideal a partir dos argumentos desenvolvidos por Bellori e Poussin e o desenvolvimento da ideia de classicismo entre os séculos XVII e XVIII serão abordados.
Após a apresentação, os participantes farão uma visita monitorada ao acervo da Fundação Ema Klabin, que possui mais de 1500 obras de grandes mestre da arte mundial.
André Tavares é doutor em História e Artes pela Unicamp. Foi pesquisador visitante junto ao Getty Research Institute e ao Kings College Londres. Dedica-se ao estudo do século XVIII, particularmente ao tema das circulações de modelos artísticos entre Europa e América.

Fogueira das Rosas
O Programa Tardes Musicais, que nesse semestre vem homenageando as mulheres na música, traz também no sábado, às 16h30, o grupo Fogueira das Rosas na Fundação Ema Klabin. Utilizando voz e pandeiros (orientais, mediterrâneos e brasileiros), Valéria Zeidan e Angélica Leutwiller cantam e tocam um repertório variado que dá suporte às canções sagradas de diferentes etnias que são fonte de inspiração até os dias de hoje.
O universo feminino é representado neste espetáculo através de cantos de trabalho, canções de ninar, cantigas de amor e cantos devocionais, entre outros gêneros.
Para as mulheres da Galícia, cantar era uma forma de manter conversas a longa distância; para as caixeiras do Maranhão, os cantos são formas de celebrar o Divino Espírito Santo; para as indianas, entoar um raga para a deusa Saraswati é fonte de inspiração para o desenvolvimento do conhecimento e das artes; para as mulheres judias, as cantilenas representam a transcendência de uma cultura milenar que viajou o mundo todo; para as mulheres cristãs da Idade Média, as cantigas de Santa Maria louvavam seus milagres.
Para informações e/ou inscrições, (11) 3062-5245, cursos@emaklabin.org.br ou http://emaklabin.org.br/.

Concerto de abertura da Temporada 2014 da Orquestra de Indaiatuba amanhã na Câmara

Dom Bertrand de Orleans e Bragança profere palestra no Tênis Clube de Campinas

Divulgação
O Tênis Clube de Campinas, sob a presidência de Paulo Boher Ziggiatti, em parceria com o Instituto Histórico Geográfico e Genealógico de Campinas, através de seu presidente Jorge Alves de Lima, convidando para a conferência O Brasil, uma nação predestinada a um futuro glorioso, a ser proferida por Sua Alteza Imperial e Real Dom Bertrand de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil, que acontece nesta quinta-feira, 24 de abril, às 19h30. O evento faz parte da diretoria cultural pilotada por Maria Letícia de Barros e Gonçalves. A entrada é gratuita.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Xadrez de Indaiatuba registra vitórias em etapa do Circuito Solidário em Limeira

Divulgação
A equipe de xadrez de Indaiatuba, apoiada pela Secretaria Municipal de Esportes, obteve 15 medalhas e oito troféus na 21ª etapa do Circuito Solidário de Xadrez, realizado no último dia 13 em Limeira. Com três torneios por faixa etária, seis rodadas e tempo de reflexão de 21 minutos para cada jogador, a competição teve a participação de 31 atletas do município em diversas categorias. O grupo, sob coordenação do treinador Evans Fritsch e integrado por alunos da E.E. Annunziatta, levou ainda um prêmio especial de maior delegação do evento. Entre os destaques no desempenho individual estão Guilherme Fernandes Mota, com o 1º lugar na categoria S12, Brenda Marques de Andrade, com 2º lugar e Amanda Cristina Scura, com 3º lugar na categoria S14F, Kauana Teixeira Aguiar, com 2º lugar e Danielle Gonçalo, com 3º lugar na categoria S16F, Gabriel Robert da Silva, com 3º lugar na categoria S16 e Mitsuro Dairokuno, com 3º lugar na categoria Vet. No total, a prova reuniu cerca de 140 enxadristas.

Night Trekking vai iluminar as trilhas de Valinhos

Divulgação
Trilhas, natureza e muita diversão aguardam os participantes em mais uma edição do Night Trekking, a etapa noturna da Copa North de Enduro a Pé 2014. O primeiro e tão aguardado trekking noturno do ano vai reunir mais de 150 equipes de todo o Brasil no próximo mês de abril.
O Night Trekking 2014 acontece na noite de sábado, 26 de abril, em Valinhos. A cidade, que já recebeu outras edições do Enduro a Pé da Northbrasil, sedia pela primeira vez uma versão noturna do evento. A largada, chegada e concentração dos participantes acontecem no Camping Macuco - Lazer e Parque Aquático, local de fácil acesso e ótima infraestrutura.
Sílvia Andreo, diretora da Northbrasil, organizadora do evento, explica que as provas noturnas são especiais e muito divertidas. "As provas noturnas têm a vantagem de ser realizadas em um clima mais ameno, sem o sol. A navegação, apesar de mais fácil que nas provas diurnas, merece atenção. A emoção de percorrer trilhas à noite dá um charme especial ao evento".
O Night Trekking 2014 mantém a tradição criada pela Northbrasil, unindo ao enduro a pé, música e confraternização entre as equipes. Uma área especial, com música, luzes e muita animação, promete agitar as equipes durante toda a noite. Todos os participantes devem levar lanternas e pilhas reservas.
Como a maioria dos participantes são novatos ou participam pela primeira vez de um enduro a pé, antes de cada prova acontecem palestras sobre o evento e o enduro a pé. As palestras, sempre gratuitas, são abertas aos interessados e iniciantes no esporte e acontecem em Campinas e em São Paulo. São abordados temas como regras, leitura de bússola, planilhas de navegação, controle de tempo e distâncias, equipamentos, dicas e informações específicas da etapa. No dia 23 de abril, quarta-feira, a palestra acontece em Campinas, na Loja Mundo Terra - Cambuí. A inscrição é gratuita, mas é necessário que o interessado se cadastre para a palestra no próprio site oficial do evento.
Em todos os seus eventos, a Northbrasil arrecada, juntamente com todos os participantes, doações para entidades sociais da cidade sede da etapa. O Night Trekking 2014, no cumprimento de seu papel social, está arrecadando 1 agasalho por participante ou 1 cobertor por equipe. Todo material será revertido para entidades sociais da região.
Inscrições e informações pelo site oficial do evento, www.northbrasil.com.br, telefones (19) 3289-5281 e 98142-6043, Facebook, e-mail contato@northbrasil.com.br, ou ainda pelo parceiro www.webventure.com.br.

Ciclismo de Indaiatuba garante pódio no Campeonato Paulista de Resistência

Clayton dos Santos conquistou o 2º lugar na categoria Universitário.
Foto: Imprensa FPC.
A equipe de ciclismo de Indaiatuba ADI/Secretaria Municipal de Esportes conquistou pódios na 1ª etapa do Campeonato Paulista de Resistência, realizada no último dia 13 em Ribeirão Preto. Representado por 20 atletas, o município obteve o 2º lugar na categoria Universitário, com Clayton dos Santos, o 3º lugar nas categorias Infanto Juvenil, com Bruno de Sá Pinto e Sênior B, com Claudemir Emanuel, além do 4º lugar na categoria Sub 30, com Felipe Garcia e 5º lugar na categoria Sênior A, com Adriano Sanchez. A coordenação é do técnico Armando Camargo. Os próximos desafios do grupo serão a 2ª etapa do Campeonato Metropolitano, dia 27 no Guarujá e o Circuito 1º de Maio, em Indaiatuba.

Botequim do Jeremias recebe a Banda Fulanos e Ciclanos no Domingo de Páscoa

Quem não vai viajar e está com medo de faltar opções para as noites deste fim de semana prolongado pode ficar tranquilo, porque o Botequim do Jeremias está com ótimas opções para quem quer diversão em um ambiente confortável e atendimento de primeira.
Destaque para a 3ª Festa do Ituano Clube, com os DJs Miguel Costa e Marcelo Silva, que acontece no Sábado de Aleluia para relembrar as músicas que fizeram sucesso no tradicional clube da cidade. A entrada custa R$10.
Domingo de Páscoa é dia de apresentar a banda Fulanos e Ciclanos, integrada por Alan Alves (voz e percussão) e pelos atores globais Gabriel Chadan e Ana Terra, atriz que irá protagonizar a próxima novela as 19h na Globo. A banda traz um estilo musical diversificado. Nas pick-ups, o DJ Victor Rizzo também anima a festa com seu projeto musical Soul & Jazz. Ainda nesta noite, intervenções artísticas e drinks Busca Vida e do novo energético TNT Maçã Verde. 
Nesta quinta-feira (17), véspera de feriado, a casa traz o Grupo Sem Juízo, com a participação de Geovani Arruda e Jean, do Grupo Atração, fazendo uma grande festa a partir das 19h – nome na lista paga R$8 até ás 17h. Na Sexta-feira Santa, a casa não abre. Segunda-feira (21), o Grupo Atração sobe ao palco com o melhor do samba e pagode.
O botequim está localizado na Praça Conde do Parnaíba 76, no Centro de Itu. Em um ambiente aconchegante, com infraestrutura, área coberta, som, telão, acesso aos cadeirantes e cardápio em Braille, casa está aberta de terças a domingos a partir das 19h. Além de um ótimo atendimento, gastronomia deliciosa e música ao vivo.
Reservas e informações no telefone (11) 2715-7600. Site: www.botequimdojeremias.com.br.

Definidos os dez finalistas do Prêmio Nabor Pires Camargo

Foto: Arquivo SCS-PMI.
A Fundação Pró-Memória definiu os 10 finalistas do 13º Prêmio Nabor Pires Camargo – Instrumentista. A comissão que fez a avaliação é composta pelos músicos Valgério Adriani Gianotto e Marcelo Antunes Martins e pelo escritor Antonio da Cunha Penna. O prêmio contou com 41 inscritos de sete Estados: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Santa Catarina.
As audições públicas ocorrerão nos dias 24 e 25 de abril, a partir das 19h, no Ciaei, na Avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé 3665, Jardim Regina. No primeiro dia, serão classificados cinco concorrentes e haverá a apresentação do Coral do Indaiatuba Clube sob a regência de Sônia de Morais. Na segunda noite, haverá a definição do vencedor e o show com o 2º colocado da última edição do prêmio, o bandolinista Daniel Migliavacca Quarteto.
Voltado à música popular brasileira, o prêmio visa divulgar as obras do clarinetista e compositor indaiatubano Nabor Pires Camargo, além de estimular e revelar o talento de novos criadores e intérpretes. Trata-se de um dos poucos concursos de música instrumental realizados no Brasil, sendo nacionalmente conhecido.
O prêmio para o melhor músico será de R$8 mil; o segundo colocado receberá R$6 mil; o terceiro, R$5 mil; o quarto colocado receberá R$4 mil; o quinto, R$2 mil e, do 6º ao 10º colocados, um cachê de participação de R$500 reais.

Confira os selecionados
1 - Bruno Cruz de Souza Medeiros – Piano - Belo Horizonte, MG
2 - João Camarero Duarte – Violão - Rio de Janeiro, RJ
3 - Camila Inocêncio da Silva – Cavaquinho - São Paulo, SP
4 - Jussan Cluxnei Canguçu – Clarineta - São Paulo, SP
5 - Rafael Thomaz – Violão – Campinas, SP
6 - Eduardo Maurício Gobi – Piano – Itu, SP
7 - André Ribeiro da Silva – Bandolim – Campinas, SP
8 - Luis Gustavo de Barros Ananias – Clarinete - São Paulo, SP
9 - Warley Henrique Dalmasio – Cavaquinho - Belo Horizonte, MG
10 - Joabe de Freitas Reis – Trombone - São Paulo, SP

A Comissão Julgadora será formada por Eduardo Santhana, Sérgio K. Augusto, Marco Antonio Bernardo, Mário Albanese e Francisco Araújo.

22º Maio Musical

Grupo Funk como Le Gusta é atração dia 4.
Foto: Arquivo Eliandro Figueira – SCS/PMI.
A Secretaria Municipal de Cultura promove de 3 a 30 de maio a 22ª edição do Maio Musical, festival que oferece à população música da melhor qualidade, em vários estilos, sempre em apresentações gratuitas. Entre os destaques, o público poderá conferir o show do grupo Funk como Le Gusta, dia 4 e do cantor Oswaldo Montenegro, dia 11. Somente para estes dois espetáculos será necessária a troca antecipada de ingressos, a partir do próximo dia 22, no Centro de Convenções Aydil Bonachela, de segunda a sexta das 8h às 17h, mediante a doação de 1 pacote de fralda geriátrica por convite. Os produtos arrecadados serão doados às entidades atendidas pelo Funssol (Fundo Social de Solidariedade) de Indaiatuba. Para as demais atrações, o acesso se dará mediante ordem de chegada até o término dos lugares disponíveis. Informações: (19) 3894-1867.
Confira a agenda do 22º Maio Musical no link http://www.indaiatuba.sp.gov.br/comunicacao/imprensa/noticias/20619/.

Fundação Ema Klabin discute questões de autoria em obras de arte

No Ateliê. Benjamin Eugène Fichel. Óleo sobre madeira. França, 1857.
No próximo dia 22 de abril, das 14h30 às 17h, a Fundação Ema Klabin convida o público para a visita temática Quem disse que disse: autoria, atribuição e questões de identidade. A ideia é fazer com que os visitantes reflitam sobre a noção de autoria de obras de arte.
“O conceito de autor nem sempre existiu e, desde seu advento, vem tomando diferentes contornos, assim como os próprios trabalhos em arte. Por mais simples que possa parecer, os autores de alguns quadros nem sempre podem ser identificados de pronto”, explica a educadora Fabiana Vans.
Mensalmente, a Fundação Ema Klabin realiza visitas temáticas que objetivam despertar novos olhares para o acervo reunido por Ema Klabin, que conta com mais de 1500 obras de grandes mestres mundiais como do russo Marc Chagall, dos modernistas brasileiros Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Portinari e Lasar Segall; talhas do mineiro Mestre Valentim, mobiliário de época, peças arqueológicas e decorativas.
De acordo com o curador do museu, Paulo Costa, a programação permite que os visitantes reflitam sobre os temas contemporâneos pertinentes ao universo da arte e das instituições culturais.
A Fundação Ema Klabin é uma instituição sem fins lucrativos, de utilidade pública, que tem por objetivo conservar e divulgar o acervo artístico reunido ao longo de mais de 70 anos pela empresária, mecenas e colecionadora Ema Gordon Klabin, além de promover atividades culturais e educativas como shows musicais, cursos, oficinas e exposições.

Serviço
Visita Temática: Quem disse que disse: autoria, atribuição e questões de identidade
Data: 22/04
Horário: 14h30 às 17h
Entrada franca
Inscrições via e-mail: educativo@emaklabin.org.br
Fundação Ema Klabin - Rua Portugal 43 - Jardim Europa - São Paulo
Fone: (11) 3062-5245      
http://emaklabin.org.br/.

Pró-Memória realiza oficinas de barroco mineiro com artistas de Mariana

Divulgação
A Fundação Pró-Memória de Indaiatuba promove de 28 de abril a 3 de maio três oficinas: Entalhe em Madeira, Policromia e Incentivo à produção e ao olhar artístico através da pintura em tela.
“Devido à grande procura, deveremos estar abrindo turma no período noturno também”, comenta o superintendente da fundação, Carlos Gustavo Nóbrega de Jesus.
As oficinas serão ministradas pelos integrantes da AMAP (Associação Marianense dos Artistas Plásticos) Cesar Augusto Ferreira Guimarães, Thuko de Oliveira, Edney do Carmo, Geraldino Silva e Edésio Rita de Souza.

Reabertura do Casarão
A Fundação Pró-Memória reabre o Casarão Pau Preto. O evento está marcado para o próximo dia 27, às 9h, com uma benção dada pelo padre Marcelo Donizetti Previatelli, da Paróquia Nossa Senhora da Candelária. Em seguida haverá sessão solene com autoridades, homenagens e apresentação do restauro do prédio histórico. Posteriormente, apresentação da Corporação Musical Villa-Lobos, com um repertório de músicas nacionais. “Nesse momento, estarão distribuídos pelo ambiente do complexo histórico barracas de alimentação com intuito de arrecadar renda para entidades assistenciais”, acrescenta Gustavo.
Também haverá três exposições: Vida do compositor Nabor Pires de Camargo, 20 anos da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba: Restauro do Casarão Pau Preto e Inspiração do Barroco Mineiro da AMAP (Associação Marianense de Artistas Plásticos). “Ressaltamos a relevância, pois a exposição da AMAP, que vem da cidade de Mariana, Minas Gerais, é uma oportunidade única de se conhecer o melhor da arte barroca brasileira, pois tal região foi o berço de tal estilo artístico revelado por Aleijadinho e que fez o Brasil ficar conhecido artisticamente no mundo a partir do século XVIII”, comemora.  

Exposição Inspiração do barroco mineiro
A exposição contará com participação de 25 artistas plásticos. “Graças à parceria entre Fundação Pró-Memória, AMAP e Prefeitura Municipal de Mariana, essas obras estarão no Casarão, uma situação inédita na cidade. Poucas cidades do Brasil têm a oportunidade que Indaiatuba terá, de apreciar a exposição que roda o mundo capitaneada pelo Presidente da AMAP, Edney do Carmo”, revela.
Segundo Gustavo, Mariana, é celeiro de pintores e escultores desde o século XVIII e o guarda o legado cultural que respira nos ateliers existentes na cidade de forma fiel aquilo que faz de seu patrimônio um traço vivo da cultura brasileira. Das primeiras obras de arte realizadas ainda no primitivo Arraial do Carmo até a contemporaneidade, a ciência e a técnica caminharam juntas através do tempo, guiadas pelas mãos de artesãos, mestres de ofício, artistas e seus aprendizes. “O fazer significa, pois, mais que produzir. É também ensinar e perpetuar. Criar não apenas a obra, mas também criar artistas para o tempo num sentido contínuo que leve para o futuro o que herdamos de nosso passado”, acredita.
A Associação Marianense dos Artistas Plásticos – AMAP reúne um grupo de herdeiros da ciência e da técnica de se produzir arte. A variada produção da AMAP expressa, para além de uma reinterpretação do passado colonial mineiro, um cenário contemporâneo de contínua busca e construção de uma identidade brasileira nacional, dotada de todas as semelhanças e diferenças que constituem a diversidade de nossa cultura.
Com o mesmo afinco com o qual desbravadores bandeirantes se lançavam aos caminhos das minas na busca do ouro, a AMAP se entrega aos caminhos do mundo para levar um legado cultural que nos foi dedicado pela história. Para mostrar que a técnica e a ciência ainda vivem através das mãos de nossos artistas plásticos, despertando um prazer que só a arte pode proporcionar aos sentidos humanos. “Nesse sentido, a AMAP acolheu o convite feito pela Fundação Pró-Memória de Indaiatuba para realização da exposição de Inauguração de Restauro do Casarão Pau Preto e, além disso, proporcionará gratuitamente na primeira semana de reabertura do Casarão oficinas de arte para estudantes, professores e público em geral”, revela.  
O nome do evento integrado à exposição é Atelier Itinerante da AMAP, em que a Associação Marianense dos Artistas Plásticos, cumprindo sua finalidade de promoção cultural e estimulo à prática dos artistas plásticos, traz os ateliers dos membros associados para eventos de porte variado, propondo uma política pública de interação com os visitantes (inclusive turistas) e promovendo exposições dos trabalhos em desenvolvimento, bate-papos e palestras sobre seus trabalhos e oficinas. “Será uma grande festa que durará uma semana e terá o intuito não somente de festejar a nova fase do Casarão, mas sim uma política de conscientização de preservação do patrimônio histórico, da importância da cultura e da memória empregada pela Fundação Pró-Memória e a Prefeitura Municipal de Indaiatuba”, finaliza.

Indaiatuba proíbe som automotivo que possa perturbar o sossego público

Indaiatuba passa a contar a Lei Municipal 6.297, de autoria do vereador Luiz Alberto Pereira (PMDB), proibindo o funcionamento de equipamentos de som em veículos que possam perturbar o sossego público. O departamento de Fiscalização está concluindo os preparativos para iniciar os trabalhos de campo. “Estamos preparando os talões, credenciamento de agentes, colocação de placas em pontos estratégicos com maior movimentação de veículos e aproveitando o momento para conscientizar as pessoas a respeito da lei”, comenta o diretor de Fiscalização, José Carlos de Mello. “Lembrando que essa é uma multa de postura municipal e não do Código Brasileiro de Trânsito”, completa.
As denúncias poderão ser feitas pelo telefone 153 com o fornecimento das informações sobre os infratores, bem como identificações e características do veículo utilizado no cometimento da infração. “Só assim poderemos ter condições de efetuar as autuações”, comenta. “O agente credenciado também pode realizar a abordagem caso se depare com o veículo nas condições que venham ao encontro do exposto na legislação. Lembrando mais uma vez que é uma Lei de postura municipal e o agente credenciado tem fé pública para fazer a avaliação da perturbação do sossego e a aplicação da legislação”, completa o diretor de Fiscalização.
O valor da multa estipulado na Lei é de 75 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesp), que em 2014 corresponde a R$1.501,50. No caso de reincidência, a multa será aplicada em dobro e, havendo nova reincidência, a multa poderá ser aplicada até o triplo do valor inicial (conforme o texto aprovado pelos vereadores, considera-se reincidência a prática da mesma infração cometida pelo mesmo agente no período de até dois anos), sendo solidariamente responsáveis pelo pagamento da multa o condutor e o proprietário do veículo utilizado no cometimento da infração às posturas municipais, independentemente da apuração da eventual responsabilidade criminal, se houver. “Lembrando que se for menor os pais são responsáveis pela multa de postura e ainda poderão responder as sanções federais e estaduais referentes ao menor na direção”, completa José Carlos. O diretor de Fiscalização refere ao artigo terceiro em seu parágrafo quinto: “caberá ao órgão competente pela autuação ou à autoridade de trânsito, proceder a comunicação às autoridades competentes da eventual existência de infração à legislação de trânsito, crimes e/ou contravenções que porventura tenham sido cometidos pelo infrator, notadamente do disposto no art. 42 do Decreto-lei 3.688/41 (Lei das Contravenções Penais), na Lei Federal nº 6.935/81 e art. 54 da Lei Federal nº 9.605/98, com as alterações subsequentes”
Conforme a Lei, não sendo possível a imediata retirada dos equipamentos que originaram a autuação pela emissão do som ou ruído, o veículo será imediatamente removido aos pátios regularmente credenciados pelo Poder Público Municipal. O automóvel e os equipamentos somente serão liberados mediante requerimento dirigido ao órgão municipal responsável pela autuação, firmado pelo próprio proprietário dos respectivos bens e acompanhado do comprovante de pagamento da multa e da respectiva titularidade – salvo quando a liberação depender de autorização específica das demais autoridades administrativas ou judiciais.
Para aplicação da Lei 6.297, considerar-se-á todo e qualquer equipamento de som automotivo rebocado, instalado ou acoplado nos porta-malas ou sobre a carroceria dos veículos e, ainda, os assemelhados. Por equipamentos sonoros, compreende-se o alto-falante, o amplificador de voz ou qualquer tipo de equipamento emissor de som que possa perturbar o sossego público, rebocado, instalado ou acoplado nos veículos, utilizados de forma inadequada e inoportuna.
A Lei não será aplicada aos veículos com equipamentos sonoros desde que o volume não ultrapasse 60 (sessenta) decibéis, de acordo com o disposto na Lei. 4685 de 3 de maio de 2005 e no Decreto 9.355 de 11 de junho de 2007, para fins de divulgação de eventos, campanhas de interesse público, anúncios, comerciais, manifestações religiosas, sindicais e políticas. Também não será aplicada a eventos de som automotivo que possuam autorização prévia da municipalidade.

Encontro de Choro da Unicamp

Entre 4 e 9 de maio, ocorrerá em Campinas o VII Encontro de Choro da Unicamp, com uma intensa programação focada na formação musical e em apresentações musicais. O evento surgiu em 2004 – contando com a organização de alunos, artistas e professores – e nesta sétima edição, inova com seu caráter itinerante: ocupará diferentes espaços do município com o intuito de aproximar as atividades artísticas provenientes da Unicamp à comunidade campineira, atingindo especialmente o distrito de Barão Geraldo – onde se localiza a universidade – centro de Campinas e bairros do entorno.
Serão nove apresentações musicais em diversos espaços da cidade, oito oficinas de instrumento, quatro oficinas de prática de conjunto, quatro aulas abertas e duas mesas de debate no Instituto de Artes da Unicamp, além das rodas abertas que acontecerão todas as noites, cada dia em um bar da cidade. Todas as atividades serão gratuitas, havendo limite de vagas e seleção para as oficinas, cuja inscrição será feita pela Internet.
Em seus seis dias, o encontro segue o formato dos mais importantes festivais de música do país, favorecendo a participação de artistas, estudantes e público interessado de outras cidades.
O show de abertura, O Baú do Animal, será às 20h do dia 4 de maio no Teatro Municipal de Campinas (José de Castro Mendes) com os professores da Escola Portátil de Música (Rio de Janeiro). A programação se estenderá por espaços culturais da Unicamp (Casa do Lago e Auditório do Instituto de Artes), Praça Central de Barão Geraldo (distrito onde se localiza a Unicamp) e também no Centro de Integração Social Guanabara – espaço localizado no Jardim Guanabara que pertence à Unicamp e tem como um dos seus objetivos integrar comunidade e universidade. Serão ocupados ainda bares e restaurantes para as atividades de Roda de Choro Aberta, permitindo assim um maior contato do evento com a cidade.
O tema desta 7ª edição é O papel do Choro na formação do músico brasileiro, mantendo foco nas aulas práticas – individuais e de conjunto e ampliando as atividades artísticas para outros setores da cidade. As aulas serão ministras por professores da Escola Portátil de Música, principal expoente do choro contemporâneo. Neste sentido, prioriza-se a vivência dos participantes junto à nomes consagrados da música brasileira, no que diz repeito à criação e execução da música. Os professores participantes são Jayme Vignoli, cavaquinista; Marcus Thadeu, pandeirista; Mauricio Carrilho, violonista de 7 cordas; Paulo Aragão, violonista; Nailor Proveta, clarinetista; Pedro Aragão, bandolinista; Pedro Paes, saxofonista e Toninho Carrasqueira, flautista.
Este projeto foi contemplado pelo edital Festivais de Artes do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e conta com diversos parceiros e apoiadores da Unicamp, Secretaria Municipal de Cultura, comunidade artística, espaços culturais, casas e bares da cidade de Campinas.
Para conhecer a programação e obter outras informações, http://ecu.art.br/.

Programação 17 a 23 de Abril - Topázio Cinemas Indaiatuba


Madame Butterfly é atração gratuita no Ciaei no próximo dia 23

Sylvia Masini
Indaiatuba recebe no próximo dia 23, quarta-feira, às 20h, na Sala Acrísio de Camargo, a apresentação gratuita de versão inédita do espetáculo Madame Butterfly – a ópera contada e cantada, baseado na obra homônima de Giacomo Puccini Madama Butterfly. A atração é parte do programa Ópera Curta, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Cultura e tem o apoio da Secretaria Municipal de Cultura.
A história original aborda a trajetória de uma bela e jovem gueixa que sacrifica sua família, sua religião e a própria vida pelo marido americano, determinado a levar ambos para os Estados Unidos. A versão adaptada se passa entre os anos 1904 e 1928 e traz a trajetória de Madame Butterfly do ponto de vista de seu filho, já vivendo na América e de como lhe foi contada a trágica história de sua mãe, anos mais tarde. Nesta montagem, a Cia. de Ópera Curta apresenta os principais trechos musicais da ópera, ligados por um texto de teatro. A direção artística é de Cleber Papa e Rosana Caramaschi. Classificação etária: 12 anos. Duração total: 1h30. Informações: (19) 3894-1867.
A Ópera Curta contempla a criação de espetáculos baseados em óperas famosas, cujo conteúdo é um texto teatral que aborda uma visão pouco convencional do libreto – texto dramatúrgico da ópera – baseada na história original. A série tem toda a história contada, mas mantém a linha mestra da ópera original com as principais árias e duetos sendo cantados na língua original, com legendas em português, cenários, figurinos e iluminação. Para essa temporada, o projeto completará apresentações em 170 cidades do Estado, com público estimado em mais de 100 mil espectadores. De acordo com a Secretaria de Estado da Cultura, o projeto integra uma política pública que visa à difusão, fortalecimento e formação de plateias para a linguagem da ópera para os municípios do interior e litoral do Estado, com apresentações gratuitas e de qualidade.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Paraty promove 6º Encontro Internacional de Aquarelistas

Para mais informações, (12) 3833-5870, (12) 9127-1851, aquarelasparaty@bol.com.br ou www.navegareart.com.br/.

Beggo Cabelo & Produção: cabelos e make-up para noivas, madrinhas e convidadas

A equipe do Beggo Cabelo & Produção – o próprio Carlos Roberto Beggo (corte e coloração), Narciso Guilherme (penteados e estruturados) e Daniela Bachi (make-up) – preparou um ensaio fotográfico com sugestões para noivas, madrinhas e convidadas. O resultado, lindo, está nas fotos que seguem. 
Na foto ao lado (1), cabelo solto com ondas – jovial e ao mesmo tempo, sofisticado; indicado pra noiva ou jovem madrinha.
 (2) Penteado meio preso com trança lateral levando o cabelo todo para o lado (sugestão também para jovem, mas mais elaborado).
(3) Penteado preso na nuca, com muita suavidade de movimentos.

 (4) Penteado sofisticado, preso no alto da cabeça, tipo red carpet.
(5) Outro ângulo do penteado da foto 2.
(6) O mesmo penteado da foto 4, de outro angulo.
(7) Outro ângulo do penteado da foto 3.
(8) O mesmo penteado da foto 5, de outro ângulo.

Manhã da Inovação: Inovação e Arranjos Produtivos Locais

O Centro de Tecnologia da Informação ‘Renato Archer’ promove no dia 6 de maio mais uma de suas Manhãs da Inovação. O tema desta edição será Inovação e arranjos produtivos locais e, na programação, estão previstas palestras com Dr. Luciel Henrique de Oliveira e Dr. Hélio Lemes da Costa Jr.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link
https://docs.google.com/forms/d/1hWAuA67gsWe3UYYFyK5X_9ZqYASHlF-br9mWZJJrP4k/viewform.

Festival de Natação do Indaiatuba Clube reúne 100 atletas

Assessoria de Imprensa IC
Um grupo de 100 meninos e meninas das escolinhas de natação do Indaiatuba Clube, do Colégio Polo E, do Clube 9 de Julho e do condomínio Villagio D’Amore participaram na manhã do sábado, dia 12 de abril, do Festival de Natação 2014 do IC.
Divididos nas categorias pranchinha, peixinho, pré-mirim, mirim, infantil I e II, juvenil, adulto I e II e master, os primeiros nadadores entraram na piscina do Parque Aquático do Indaiatuba Clube às 9h, depois de um período de 30 minutos de aquecimento.
Em duas horas de festival os representantes dos clubes, colégio e condomínio competiram entre si e foram premiados com medalhas. Ao longo das baterias os nadadores receberam as premiações oferecidas pelo IC.
Os pais, amigos e acompanhantes dos atletas lotaram as dependências do Parque Aquático, onde puderam torcer para os nadadores. Por ser um festival, todos os participantes receberam medalhas.