Para pensar:

"Esta vida é uma estranha hospedaria,
De onde se parte quase sempre às tontas,
Pois nunca as nossas malas estão prontas,
E a nossa conta nunca está em dia."

Mario Quintana

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Mostra fotográfica gratuita “Linha D’Água” alerta para o consumo consciente

São Paulo será a primeira cidade do país a receber a exposição Linha D’Água, que poderá ser conferida a partir do dia 8 no Espaço Cultural Conjunto Nacional. A mostra reúne 30 fotografias do acervo do velejador Amyr Klink, que, além de ter realizado mais de 40 viagens oceânicas, tornou-se referência nacional quando se fala em consumo consciente, especialmente da água.
Quantos litros de água você gasta por dia? A recomendação da Organização Mundial da Saúde é que cada pessoa gaste, somando suas atividades domésticas e de higiene, de 50 a 100 litros diários. O mundialmente respeitado navegador brasileiro passou 100 dias num barco a remo consumindo 2,7 litros de água por dia e garante que foi suficiente. Estas e outras curiosidades fazem da exposição um programa imperdível, especialmente num ano em que estiagem, falta de água e perigo de racionamento passaram a ser debatidos diariamente nos noticiários.
A exposição é gratuita e fica em cartaz em São Paulo até o dia 2 de outubro.
Linha D’Água é dividida em três módulos, que remetem aos três barcos usados por Amyr Klink em algumas de suas principais expedições: barco a remo I.A.T., Paratii e Paratii II. Ao todo são 30 fotos das expedições do velejador, dispostas em painéis que também contém textos sobre as viagens. Todo o material expositivo é montado em base sustentável, seguindo assim os princípios do projeto, de estimular a reflexão sobre consumo consciente.

Escolas
O projeto inclui um material didático sobre consumo consciente de água, para que a temática seja trabalhada em sala de aula e também através de visitas guiadas. Escolas interessadas em passeios monitorados à exposição podem realizar agendamento junto à D’Color Produções Culturais, pelo telefone (19) 3256-4500. Todas as escolas participantes irão receber um livro catálogo da exposição e, para os alunos, serão distribuídas cartilhas ilustradas com conteúdo ligado à exposição.

Palestras
Além da exposição fotográfica, o público de São Paulo poderá conferir ao vivo duas palestras com Amyr Klink. A primeira será no dia da abertura da exposição, 08/09, às 19h. A segunda, no dia 18 de setembro, às 10h. As palestras vão acontecer no Cine Livraria Cultura, no Conjunto Nacional. Amyr Klink fala sobre as estratégias de consumo ligadas ao consumo d'água, mostrando que planejamento, precisão e consciência são fundamentais. Ao longo de 30 anos, já tem em seu currículo mais de 2500 palestras proferidas, no Brasil e exterior.
Amyr Klink nasceu em São Paulo, em 1955. Formou-se em economia e administração, mas é conhecido por suas viagens ao redor do mundo. Navegador experiente, iniciou suas viagens em 1984, cumprindo a primeira travessia solitária do Atlântico Sul a remo. É autor de cinco livros, que registram algumas de suas principais aventuras, como a travessia a remo do oceano Atlântico, narrada em Cem dias entre céu e mar (1995); a expedição de quase dois anos entre a Antártica e o Ártico, narrada em Paratii: entre dois polos (1992) e a primeira volta ao mundo realizada nas águas da Convergência Antártica, onde estão os mares mais perigosos do planeta, narrada em Mar sem fim (2000).

Curiosidades: por que vale a pena visitar a exposição
·       Em 2014, Amyr Klink comemora 30 anos de sua travessia oceânica pelo Atlântico Sul em barco a remo. A viagem durou 100 dias e até hoje, Amyr é o único homem do mundo a realizar esta façanha.
·       Foi essa viagem que deu origem ao livro 100 dias entre céu e mar, que ficou por 31 semanas consecutivas na lista dos 10 livros mais vendidos de não-ficção no Brasil.
·       Os visitantes vão poder conhecer de perto o barco original I.A.T., com o qual a viagem foi feita.
·       Algumas das fotos da exposição são de autoria de Marina Klink, esposa de Amyr Klink, que, desde os anos 80 já registrava belas imagens de esportes de aventura como asa-delta e competições de iatismo. Velejadora com mais de uma centena de competições no currículo, tornou-se uma das mais respeitadas fotógrafas de natureza do país. Seus primeiros registros pela Antártica aconteceram em 1995. Após 13 viagens para a região, reuniu 180 imagens no livro Antártica - A Última Fronteira.

Por trás do projeto
Além de Amyr Klink, outros nomes de peso se reuniram em torno do projeto Linha D’Água. A Professora Dra. Sueli Furlan, da Faculdade de Geografia da Universidade de São Paulo, foi a responsável técnica pelo desenvolvimento dos textos que compõem os painéis e catálogos da exposição.
O projeto foi viabilizado através de Lei de Incentivo Fiscal (lei do ProAC – ICMS – SP), com patrocínio da Air Liquide e apoio das empresas Sapa e Wabco. A produção executiva é da D’Color Produções Culturais.

Serviço
Exposição Linha D’Água
De 08/09 a 02/10
Condomínio Conjunto Nacional - Avenida Paulista 2073 - Jardim Paulista, São Paulo, SP
Entrada franca
Realização: D’Color Produções Culturais - Tel. (19) 3256-4500 www.dcolor.art.br

Palestras com Amyr Klink:
08/09 – 19h
18/09 – 10h
Local: Cine Livraria Cultura
Avenida Paulista 2073 - Jardim Paulista, São Paulo, SP
Entrada franca, mediante retirada de vale-ingresso no site www.dcolor.art.br/ingressos, a partir de 28/08.

Agendamento e atendimento a escolas:
O agendamento para grupos escolares pode ser feito pelo telefone (19) 3256-4500, diretamente com a equipe da D’Color Produções Culturais.

Turma do Macarrão realiza feijoada beneficente no El Tambo Cambuí

Foto: divulgação.
A feijoada beneficente da Turma do Macarrão no El Tambo Cambuí está marcada para o próximo sábado, 6 de setembro, das 12h às 17h. Os convidados vão se deliciar com o buffet de feijoada completo e uma caipirinha e, para deixar a tarde ainda mais alegre e especial, o grupo Fervo vai comandar a festa tocando um repertório repleto de samba e pagode. Os convites estão à venda por R$50,00 no bar e restaurante latino-americano e a renda obtida no evento será revertida em mantimentos para as instituições parceiras. 
A Turma do Macarrão, grupo de amigos que se reúne desde 1984 para arrecadar fundos e beneficiar o próximo, tem como objetivo trabalhar durante todo o ano buscando recursos para instituições carentes de Campinas, com propósito de proporcionar o melhor suporte possível para que estas se tornem dignas e, principalmente, autossuficientes.

Serviço:
El Tambo Bar e Restaurante
Valor: R$50,00 - incluso buffet de feijoada completo e uma caipirinha. Bebidas a parte.
Convites: El Tambo - Rua Sampainho, 336, Cambuí – Campinas
Horário: 12h às 17h.

Funssol recebe alimentos de organizadores da 23ª Festa do Sushi

Geraldo Tetsuma Fukakusa (1º secretário da Acenbi), Asayuki Kamada 
(diretor administrativo da Escola de Língua Japonesa de Indaiatuba), Mario 
Takeshi Alexandre (relações públicas da Acenbi), Akifiko Morita 
(presidente da Acenbi) e dona Enides Nogueira Lopes Cruz (presidente do 
Funssol). Foto: divulgação.
A Associação Cultural, Esportiva Nipo-Brasileira de Indaiatuba (Acenbi) realizou mais uma entrega de donativos ao Fundo Social de Solidariedade (Funssol) na última sexta-feira (dia 29 de agosto). Dessa vez, foram entregues cerca de uma tonelada de alimentos não perecíveis arrecadados junto ao público visitante durante a 24ª edição da Festa do Sushi.
A entrega da doação foi feita pelo presidente da Acenbi, Akifiko Morita, à presidente do Funssol, dona Enides Nogueira Lopes Cruz, no Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Cresans).

Sobre a Acenbi
Sediada em Indaiatuba (região metropolitana de Campinas, SP), a Acenbi é uma associação sem fins lucrativos fundada por imigrantes japoneses em 1947. Sua principal finalidade é a preservação e a divulgação da cultura nipo-brasileira. A preservação da cultura de respeito aos idosos é outra tônica da entidade, que é mantenedora da escola Nitigo Gakko e abriga a escola de educação infantil Miyoji Takahara, em parceria com a prefeitura de Indaiatuba.
Em sua sede de campo, na Rua Chile, a Acenbi conta com campos de beisebol e softbol (versão mais leve do beisebol), quadras de gatebol (jogo semelhante ao críquete e apropriado para a terceira idade) e quadras de tênis de campo, além de piscina e área de lazer. Na sede social, na Rua Humaitá, a entidade mantém auditório, salas de reunião, salas de ensaio e salas de aula para cursos diversos.
As atividades da Acenbi são abertas a todos os interessados. Mais informações no website da entidade: www.acenbi.org.br.

Mostra de Curtas-Metragens acontece no sábado, dia 6

Cena do curta-metragem Memórias do meu tio, em exibição no dia 6. 
Foto: divulgação.
Acontece no próximo sábado (dia 6), a partir das 19h, no Centro de Convenções Aydil Bonachela, a primeira exibição gratuita de curtas-metragens da Mostra Livre de Cinema, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura. A segunda exibição está programada para o dia 13 de setembro, também às 19h, desta vez no Novo Centro Cultural Morada do Sol. Criado em 2011, o festival tem como objetivo a difusão de filmes independentes e o estímulo à produção audiovisual da região. Indaiatuba é uma das 20 cidades do interior de São Paulo a receber a edição 2014. Este ano a Mostra Livre homenageia o ator Tonico Pereira, considerado um dos maiores nomes do cinema e da televisão nacional. A entrada é franca.  Informações: (19) 3894-1867. Confira a programação:

Mostra Livre de Cinema – Agenda em Indaiatuba
Dia 6 de setembro – sábado – 19h – Centro de Convenções Aydil Bonachela
O Perfil de Jonas Aquino – Direção: Henrique Moreira. Ficção. 22 minutos. Classificação etária: 12 anos. Sinopse: Jonas Aquino é um rapaz de 16 anos incomodado por não ser tão popular quanto gostaria nas redes sociais da internet. Até o dia em que seu perfil virtual ganha vida e se transforma em tudo que Jonas sonhou: um garoto bonito, com muitos amigos e “curtis”.

Coloridos – Direção: Christopher Faust e Evandro Scorsin. Documentário. 12 minutos. Classificação etária: Livre. Sinopse: É domingo. Sol, cabelos coloridos e roupas fosforescentes. Um grupo de jovens se reúne para debater o lugar que ocupam na sociedade.

Marina não vai à praia – Direção: Cassio Pereira dos Santos. Ficção. 17 minutos. Classificação etária: 16 anos. Sinopse: Um grupo de adolescentes do interior de Minas prepara uma viagem para o litoral. Marina, uma garota com Síndrome de Down, deseja conhecer o mar. Impedida de viajar, ela busca caminhos para realizar seu sonho.

Marcelo – Direção: Jessica Lopes. Documentário. 12 minutos. Classificação etária: Livre. Sinopse: Por meio da mistura de sons e o silêncio, você conhecerá o universo sonoro de Marcelo – uma criança em fase de adaptação ao implante coclear.

Caixa D’Água – Direção: Gilberto Caetano. Ficção. 15 minutos. Classificação etária: Livre. Sinopse: Utilizando recursos de filmagens e de animação, conta a história de Verônica, que aos 12 anos cuida da casa e do irmão caçula, Valtinho, enquanto sua mãe trabalha. No período que a mãe fica fora ela e os amigos, Deco e Peninha brincam escondidos na caixa d’água de sua casa, até que algo inacreditável acontece com Valtinho e Verônica e os amigos terão de salvar o irmão antes que a mãe chegue.

Memórias do meu tio – Direção: Alexandre Rafael Garcia e Alvaro Cruz. Ficção. 13 minutos. Classificação etária: Livre. Sinopse: As aventuras de Ariel, um garoto de 10 anos, que encontra o tio-avô já morto e ao lado dele parte em busca de um tesouro inimaginável.

Passagens – Direção: Mônica Camolesi. Informações não disponíveis.

Dia 13 de setembro – sábado – 19h – Novo Centro Cultural Morada do Sol
A Fábrica – Direção: Ally Muritiba. Ficção. 15 minutos. Classificação etária: 16 anos. Sinopse: Um presidiário convence sua mãe a arriscar a própria segurança para levar um aparelho celular para ele dentro da penitenciária.

Entulho – Direção: Diana Bunielle. Informações não disponíveis.

Duas Marias – Direção: Julia Lima Rosa. Ficção. 12 minutos. Classificação etária: Livre. Sinopse: Duas irmãs vivem abandonadas e sozinhas no sertão da Bahia. Um dia elas conseguem abrir um velho baú da família, vestem as roupas deles e tentam descobrir quem elas são.

Pequenos – informações não disponíveis.

Tiros – Direção: Gabriel Izaguirre. Ficção. 10 minutos. Classificação etária: 12 anos. Sinopse: A obra narra a história de uma professora e três alunos que, sitiados em uma sala de aula durante a invasão de um atirador, vivem momentos de pânico e os acontecimentos da última noite vem à tona.

O tempo que leva – Direção: Cintia Domit Bittar. Ficção. 15 minutos. Classificação etária: 14 anos. Sinopse: O calor beira o insuportável. As poucas pessoas que restam na cidade estão fugindo para o interior. Carros abandonados nas ruas, ruídos estranhos vindos do céu, centenas de animais marinhos encalhados na costa. Mesmo com a iminência do fim do mundo, Jamila sai de casa com um objetivo: consertar seu ventilador.

O Príncipe e o Soldado - informações não disponíveis.

Um violão de vanguarda no concerto da Sinfônica da Unicamp no Teatro Castro Mendes

Foto: divulgação.
O violonista Gilson Antunes, um dos mais requisitados da cena instrumental, faz a estreia mundial da obra do mineiro Marcus Siqueira, Signo Sopro V, no próximo concerto da Orquestra Sinfônica da Unicamp, nesta quarta-feira (3), em Campinas, no Teatro Castro Mendes. A programação integra o projeto Panorama da Música Brasileira. O repertório traz, ainda, a Abertura Concertante de Camargo Guarnieri e a popular Sinfonia nº 5, de Beethoven. Na regência, o famoso timpanista Ricardo Bologna.
Gilson Antunes é um dos violonistas brasileiros em maior atividade no momento, tendo apresentado centenas de recitais na Europa, Ásia, América do Norte e América do Sul, em países como Estados Unidos, Inglaterra, Israel, Portugal, Espanha, Itália, México, Uruguai, Venezuela, Peru, Bolívia, Argentina, Colombia e Paraguai.
Estudou na Guildhall School of Music and Drama, em Londres, Inglaterra. Participou dos principais festivais de música, entre eles, Encuentro Identidades (Havana, Cuba), Radford International Guitar Festival (Virginia, Estados Unidos), GSMD Music Week (Londres-Inglaterra), Guitar Gems Jerusalem Series (Israel), Festival Luys Milan (Valência-Espanha), Caroso Chitarra (Itália), Festival Ramón Noble (México), Festival de Guitarra de Verano (Lima-Peru), Festival ICPNA (Lima-Peru), Seminário Internacional de Guitarra de Cali (Colombia), Festival Guitamixtli de Xalapa (México) e Festival Fabini (Atlantida-Uruguai).
Gilson Antunes já gravou quatro CDs solo, todos eles com trabalhos inéditos, além de um CD com o Trio de Violões de São Paulo, tendo participado do projeto Violões do Brasil (CD, DVD e Livro). Mais de 30 compositores de cinco países já lhe dedicaram obras para violão, incluindo peças solo, música de câmara e concerto para violão e orquestra.
Desde 2004 é professor de violão do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Marcus Siqueira, compositor
Natural de Caratinga, Minas Gerais, estudou composição com Willy Corrêa de Oliveira no (CMU/ECA/USP), prosseguindo em aulas particulares (1993-2002). Venceu e foi premiado em importantes concursos de composição no Brasil, além de receber as três bolsas de criação musical mais significativas do país (Funarte - 2014 e 2008, Fundação Vitae - 2003 e RioArte  2001). No Brasil, as orquestras OSESP, OSN, OFMG, Osusp, Osrtc e Osufrj, sob a regência de Joana Carneiro (Portugal), estrearam algumas de suas peças para esta formação.
Suas composições têm sido tocadas por importantes intérpretes brasileiros e estrangeiros, em recitais e festivais no Brasil, Turquia, Colômbia, EUA, França, Portugal, Alemanha, Holanda, Espanha, Suíça, Inglaterra e Itália. Possui CDs gravados com obras solo, camerísticas e orquestrais (selo Paulus, Água-Forte, SESC, entre outros).
É professor de educação musical no Colégio Santa Cruz e Colégio Oswald de Andrade e leciona no Curso Superior de Música (Licenciatura) da Faculdade Cantareira.
Sobre sua obra Signo Sopro V, afirma: “Trata-se de um conjunto de obras que versa sobre o lírico e o abstrato de forma livre e poética. A ideia nasceu do belíssimo livro de Alfredo Bosi (O Ser e o Tempo da Poesia). Nesta obra, imaginei um diálogo de cores, luzes e sombras onde o violão amplificado vai ao encontro ao mundo moderno, repleto de idiossincrasias, lirismos e asperezas suportáveis: uma busca incessante do real sentido da arte contemporânea no mundo de hoje”.

Ricardo Bologna, regente
Ricardo Bologna é timpanista solista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), professor do Departamento de Música da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo e regente principal da Orquestra Sinfônica da USP.
Dirigiu as Orquestras Sinfônicas do Conservatório de Genebra, de Minas Gerais, São Bernardo do Campo, Jovem do Estado de São Paulo, Coro da Camerata de Curitiba, Orquestra de Câmara de Curitiba, Banda Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara do Amazonas, Filarmônica de Minas, Camerata Aberta e Osesp. Foi vencedor do II Concurso Eleazar de Carvalho para Jovens Regentes (2002).
Em 2002 fundou o Percorso Ensemble, grupo especializado na execução do repertório dos séculos XX e XXI, que realiza vários concertos pelo Brasil, com três CDs, Berio, Musica Plural e Ligeti.
Em 1989 funda o Duo Contexto de percussão com o percussionista Eduardo Leandro, premiado no VI Prêmio Eldorado de Música (1991) e no Festival de Música de Câmara de Dusseldorf-Alemanha (1996).
Bacharelado na Unesp, Mestrado na Haute École de Musique de Genève e Artist Diploma no Rotterdam Conservatorium. Seus principais professores foram Elizabeth del Grande, John Boudler, William Blank, Yves Brustaux e Robert Van Sice.  

Serviço
Série Panorama da Música Brasileira - Orquestra Sinfônica da Unicamp
Regência: Ricardo Bologna
Solista: Gilson Antunes, violão
Quando: 3  de setembro (quarta-feira)
Horário: 20h
Local: Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos, s/nº Campinas, SP)
Ingressos: R$20 e R$10 (estudantes e funcionários da Unicamp)

Programa
Camargo Guarnieri - Abertura Concertante
Marcus Siqueira - Signo Sopro V para violão amplificado e orquestra (2014) - Estreia mundial da obra Signo Sopro V, de Marcus Siqueira, especialmente escrita para a Orquestra Sinfônica da Unicamp e dedicada a Gilson Antunes.

Ludwig van Beethoven - Sinfonia nº 5, Dó menor, op. 67.

Noite do Flash Back no Tênis Clube de Campinas

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

SESI Amoreiras recebe dupla programação cultural neste final de semana

Foto: Luís Rocha.
O SESI Campinas Amoreiras recebe neste fim de semana os espetáculos As Noivas de Nelson (foto), no dia 6 de setembro, sábado, às 20h e O que te mantem em pé, no dia 7, domingo, às 19h. A entrada é gratuita.

As Noivas de Nelson
Uma radiografia patética do ser humano e seus encontros e desencontros à procura do amor, da exibição de pequenas falhas que ganham dimensões trágicas e refletem com muito humor a dicotomia Amor x Morte, elemento fundamental da ficção e do teatro de Nelson Rodrigues.
Fundada em 1991 a Cia. Paulista de Artes detém um público fiel pelos seus grandes feitos e notoriedade reconhecida nos cenários nacional e internacional. Desenvolve um trabalho de repertório e produz espetáculos para crianças e adultos, além de atender uma demanda específica na área da saúde.

Ficha Técnica
Texto: Nelson Rodrigues
Adaptação e direção: Marco Antônio Braz
Assistente de direção: Anamaria Barreto
Elenco: Aline Volpi, Anamaria Barreto, Ana Paula Castro, Basilides Ortega, Edivaldo Zanotti, Marcelo Peroni, Rosangela Torrezin, Vivi Masolli, Vladimir Camargo
Cenários e figurinos: Juliana Fernandes
Iluminação: Guilherme Bonfanti
Sonoplastia: Marco Antônio Braz/ Nando Perlati
Fotografia: João Ballas
Projeto gráfico: Rosangela Torrezin
Produção: Marcelo Peroni

O que te mantem em pé
Três mulheres em cena dançam o sentimento contemporâneo de vivermos manipulados em vários de nossos alicerces. Com humor e através da linguagem da dança, o espetáculo faz uma crítica à sociedade da moda, da competição e do individualismo exacerbado.
O grupo recebeu o Prêmio Procultura 2010 – Programação de espaço Cênico (Dança) e Prêmio Funarte Klauss Vianna 2008

Ficha Técnica
Autor: Cia. Tugudum
Direção: Valéria Franco
Criadoras intérpretes: Ava Soani, Cecília Gomes e Valéria Franco
Direção: Valéria Franco
Coreografia: Valéria Franco
Pesquisa musical: Cia. Tugudum
Consultoria de bonecos e máscaras: Helô Cardoso e Marcos Laporte
Operação luz e som: Júlio Lemos
Produção : Cia Tugudum
Fotografia: Suzana Barreto

Trilha sonora
Volta por cima – Paulo Vanzolini;
Two Tac – Anderson Lugão;
Toc – Tom Zé
To - Tom Zé
O Futuro Pertence à Jovem Guarda – Max de Castro
Quizás, Quizás, Quizás – Osvaldo Farré

Serviço
Local: Teatro do SESI Campinas (Amoreiras) – Av. Amoreiras 450, Parque Itália
Capacidade: 366 lugares, 8 para cadeirantes
Informações: (19) 3772-4100
Entrada gratuita – os ingressos serão distribuídos 1 hora antes do início da apresentação

As Noivas de Nelson
Data e horário: 6 de setembro, sábado, às 20h
Duração: 75 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Modalidade: teatro

O que te mantem em pé
Data e horário: 7 de setembro, domingo, às 19h
Duração: 50 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Modalidade: dança contemporânea.

Leilão será promovido em prol do Lar de Velhos Emmanuel

O Lar de Velhos Emmanuel promoverá um Leilão Beneficente no dia 4 de outubro, a partir das 12 horas, no salão social do Indaiatuba Clube. O evento visa angariar fundos para a manutenção dos trabalhos da entidade, que abriga cerca de 90 idosos.
Os ingressos para o leilão já estão à venda, ao preço de R$100 e darão direito o almoço e bebidas. Ainda com o ingresso, o participante concorrerá ao sorteio de uma TV de 42 polegadas. Os produtos que serão leiloados ainda estão sendo captados.
Os pontos de vendas dos ingressos são o Lar de Velhos Emmanuel, na Rua Pedro Gonçalves 106, Vila Candelária; a Choc-Lar, na Rua 24 de Maio 815, Centro e a construtora GPCI, na Rua Osvaldo Cruz 1256, bairro Cidade Nova.

Entidade
O Lar de Velhos Emmanuel é uma entidade filantrópica fundada há 50 anos e funciona como um departamento do Centro Espírita Apóstolos do Bem. O asilo abriga cerca de 90 idosos, que recebem cuidados em período integral, com uma equipe multidisciplinar.
A instituição mantém ainda o Espaço Dia, uma espécie de creche onde os idosos passam o dia, voltando para casa no final da tarde, o que permite que os filhos trabalhem tranquilamente.
Para se manter, o Lar de Velhos Emmanuel promove diversos eventos ao longo do ano e os tradicionais bazares, às terças e quintas-feiras, das 9h às 16 horas.

Eliminatórias do Festival de Rock começam dias 13 e 14 no Parque Ecológico

Foto: Arquivo Eliandro Figueira – SCS/PMI.
Começam no próximo dia 13 (sábado), as eliminatórias da edição 2014 do Festival de Rock da Secretaria de Cultura. Este ano, 83 bandas – 38 de Indaiatuba – se inscreveram para disputar uma vaga entre os 10 finalistas e brigar pelos prêmios de R$4.500,00 (1º lugar), R$3.000,00 (2º lugar), R$2.000,00 (3º lugar) e R$975,00 para o Melhor Intérprete e para a Melhor Composição. Com início sempre a partir das 14h na Concha Acústica do Parque Ecológico e entrada franca, as apresentações acontecem também nos dias 14, 20 e 21 de setembro. A final está agendada para o dia 11 de outubro em palco montado no mesmo local, a partir das 15h. Cada participante deve apresentar duas músicas próprias, uma de aquecimento e outra concorrente.
A comissão julgadora será composta por três profissionais ligados à música, que avaliarão os critérios de interpretação (expressão musical, afinação, dicção e presença de palco), composição (letra, estrutura poética, prosódia musical e contexto da obra) e desempenho musical (criatividade, arranjo, técnica e entrosamento). Em 2013, a banda Sillverado foi a grande vencedora do festival. Informações: (19) 3894-1867.

Bandas inscritas
Indaiatuba – SP
Airplane, Anistie, Avrock, Bélica, Bernard Naughton, Bodão, Certidão de Óbito, Código Verbal, Death Proof, Decadência Urbana, Delatores, Distortion, Doctor Mars, Dose Letal, DVS, Enclausurados, Etop City, Everyday Combat, Fast Falling, Fatos Reais, Five4, Forrest, Hunger, Jaw Crusher, Killah, Libehria, Licantropos, Mayo, Medo da Noite, Meros, Missões Urbanas, Modorock, No Pads, Patrícia Alice, Quatro Sete, R60, Stupid, Vienna

Alfenas – MG
- Kêiscara

Cabreúva – SP
- Revolução Mental

Campinas – SP
- Box-47, Controversus, Estalagmite, Helfen, Ira de Vate, Jack Society, KVM, Putos Brothers Band, Virtude Paralela

Capivari – SP
- H2Alcool

Franco da Rocha – SP
- Audiozumbi

Hortolândia – SP
- Vó Tonha

Ibiúna – SP
- Rota Ventura

Itu – SP
- Pandora, Soublues

Jundiaí – SP
- Gasoline Special

Mogi Guaçu – SP
- Tanto Herói Canalha

Monte Mor – SP
- Alguns Trocados, B-Elleven, Crushing Souls, Metal Knights

Piedade – SP
- Esdras

Piracicaba – SP
- Caibrorock.A, Kilohertz, Os Republicados

Rio das Pedras – SP
- Dr. Kaos

Salto – SP
- Biltres, Calihai, Tempo Ruim

Santo André – SP
- Defakto de Fato, Joss

São Bernardo do Campo – SP
- Intrínseco

São Paulo – SP
- 5prastantas, Alkaisers, In F.U.G.A, Judith, Tangram

Sorocaba – SP
- Afoite, Inteligência Acidental, Motra,  PI-Hairote

Sumaré – SP
- Azuls

Uberlândia – MG
- Rock’ Steria

Já tradicional em Indaiatuba, o Festival de Rock da Secretaria Municipal de Cultura tem como objetivo estimular a produção e a composição musical do gênero, despertando também o interesse da população em geral para a cultura musical. É ainda uma oportunidade de promover um intercâmbio artístico-cultural e revelar novos talentos. 

Imagem da semana

Tiago Carvalho | Frame Fotografia
"Deus, dai-me força para aceitar as coisas que não posso mudar."
Anjos e Demônios

‘Fractais’, por Gregorio Vivanco Lopes

Um amigo enviou-me uma série de imagens de fractais, dos quais pouco se fala. A primeira sensação de extrema beleza que experimentei ao contemplar as fotos dos fractais ficou enriquecida quando eu soube que eles são, a seu modo, uma imagem do Universo criado. E, portanto, uma imagem de Deus.
Os fractais são formas geométricas que se caracterizam por repetir indefinidamente um determinado padrão, com ligeiras e constantes variações. O termo fractal foi criado em 1975 por Benoît Mandelbrot, matemático francês nascido na Polônia, a partir do adjetivo latino fractus (irregular, quebrado).
A geometria fractal é utilizada para descrever diversos fenômenos na natureza para cuja interpretação são insuficientes as geometrias tradicionais. "Nuvens não são esferas, montanhas não são cones, continentes não são círculos, um latido não é contínuo e nem o raio viaja em linha reta", diz Mandelbrot.
A ciência dos fractais apresenta estruturas geométricas de grande beleza e complexidade, ligadas às formas e cores da natureza e do Universo. Os fractais naturais estão à nossa volta; basta observarmos as nuvens, as montanhas, os rios e seus afluentes, os sistemas de vasos sanguíneos, os feixes nervosos etc.
Foto: divulgação.
Podem eles ser identificados, por exemplo, nas árvores, nos brócolis, nos mariscos, na samambaia, nas nuvens e em múltiplas estruturas de seres materiais, cujas ramificações constituem variações de uma mesma forma básica e de sua cor. Quando vistos através de uma lente de aumento, é possível perceber a semelhança entre suas diversas partes, em diferentes escalas.
Os fractais exprimem um superior princípio de unidade na variedade. Uma variedade de formas e de cores tão extensa que é levada quase ao infinito sem nunca perder seu padrão de unidade. Eles refletem a ideia de onipresença por terem as características do todo multiplicadas dentro de cada parte.
A partir dos fractais podemos ter uma ideia – limitada, é claro, mas muito rica – do Universo como imagem de Deus, pois os aspectos variam e se multiplicam, na prática indefinidamente, mantendo, entretanto, a unidade fundamental de sua forma.
Cada fragmento possui as características do todo, sucessivamente multiplicadas. Ou seja, cada partícula possui de algum modo, dentro de si, a totalidade do ser de que ela faz parte. Um pouco como o átomo, que de alguma maneira reproduz a ordem do Universo sideral.
Constituindo um ramo das ciências matemáticas –– uma “geometria da natureza”, como tem sido designado –– o estudo dos fractais fornece elementos preciosíssimos para o conhecimento do Universo enquanto imagem do Criador. E esses elementos vão especialmente na linha do belo.
Se a ciência tivesse progredido na procura sobretudo da beleza do Universo e não tanto da utilidade da matéria bruta, talvez tivéssemos sido poupados de muita fumaça e poluição, muito barulho e tanto cimento. O aspecto espiritual do Universo teria sido muito mais salientado e através dele poderíamos ter um conhecimento mais profundo e mais rico das perfeições do Criador.
Se, apesar de meu esforço, não consegui passar ao leitor uma ideia suficiente do que são os fractais, não se preocupe. Contemple as fotos – e elas dizem muito mais do que eu saberia dizer.

Gregorio Vivanco Lopes é advogado e colaborador da Agência Boa Imprensa.

3ª Copa Hípica Raquetinha Ouro Park 2014

Pelo terceiro ano consecutivo, a Sociedade Hípica de Campinas e a Gracioli Comunicação realizam e organizam, juntas, a 3ª Copa Hípica Raquetinha Ouro Park 2014, torneio aberto que já se consagrou como um dos mais disputados campeonatos de raquetinha de Campinas e região metropolitana, chegando até a baixada santista, com atletas vindos de Americana, Limeira, Vinhedo, Valinhos, Indaiatuba e Santos.
A disputa, que coloca em jogo R$9 mil reais em premiação, tem o objetivo de reunir amigos na prática do esporte de quadra que se assemelha ao tênis nas regras, porem com uma descontração bem particular. José Abrahão Junior, diretor Geral de Esportes da Sociedade Hípica de Campinas, faz questão de salientar que “Os eventos esportivos são sempre bem-vindos e a raquetinha é um esporte extremamente dinâmico e bem disputado, além do que o esporte ainda é a melhor maneira de confraternizar e reforçar a importância da saúde através da atividade física”.
E é por essa informalidade que o torneio de raquetinha atrai tantos atletas acompanhados de seus familiares e amigos, que fazem questão de ir até ao evento torcer por seus atletas preferidos. Para Rodrigo de Almeida Prado Pimentel, Diretor Adjunto de Raquetinha da Hípica, “Os grandes eventos são uma característica marcante do clube e os atletas de raquetinha da Hípica movimentam diariamente nossas quadras com tanta descontração e proporcionam jogos tão emocionantes, que merecem um torneio aberto com capacidade de receber todo o seu publico torcedor com o máximo conforto e qualidade”.  
Para receber aproximadamente as 150 duplas inscritas em cinco categorias e o público estimado em torno de 5500 pessoas durante os três dias do evento, é construído próximo às cinco quadras oficiais onde serão realizadas os jogos um elegante lounge com 700 m².
O espaço, uma das estrelas do evento, está sob comando da designer de interiores Guacira Lotufo Bonafé, com projeto da arquiteta Rachel Moraes Alves Gracioli e utilização dos luxuosos mobiliário MAC na decoração dos ambientes criados para receber tanto os atletas quanto os familiares e visitantes do evento com todo o capricho e luxo que merecem.
Ainda no longe, os visitantes contarão com uma infraestrutura composta por cafeteria, espaços gourmet, bem-estar e kids (com monitores), além de poderem acompanhar as partidas, ao vivo, através das TVs disponibilizadas nos vários ambientes criados. Segundo Eduardo Gracioli, um dos organizadores, “O torneio cresce a cada ano pelo interesse dos atletas em participar de torneios maiores e mais organizados e pela estrutura confortável que fazemos questão de oferecer para que as famílias e amigos destes atletas possam desfrutar de um fim de semana saudável e animado”.  A abertura do evento acontece no dia 5 de setembro, com o coquetel de boas vindas.

Serviço:
Campinas Open Raquetinha Ouro Park 2014
Data: 5, 6 e 7 de setembro
Local: Sociedade Hípica de Campinas
Realização: Sociedade Hípica de Campinas e Gracioli Comuniçação
Informações e inscrições: www.campinasopenderaquetinha.com.br ou (19) 3201-5715, com Eduardo.

Expoflora apresenta as miniflores e plantas como tendências do mercado floricultor

Foto: divulgação.
A tendência da floricultura nacional em 2014 é marcada pelas miniplantas que chegam como novas variedades ou, simplesmente, plantadas em pequenos vasos para que fiquem menores. São vários os produtos oferecidos na versão minilírios, antúrios, kalanchoes, sansevieria, orquídeas e cactus, entre outros. Já os lançamentos trazem muitas espécies com novas variedades.
Entre eles, destaque para as dálias de vaso e de corte, para a sálvia, para a alocácia e o tomate heart, que nasce na forma de coração. Tem também novidades em rosas brancas e colorida, em lírios, antúrios, orquídeas, anêmonas e ranúnculos. Um espetáculo de cores, magia e alegria, parafraseando o tema da exposição de arranjos florais.

Pesquisa e crescimento do mercado
“O lançamento de produtos novos no mercado exige pesquisa e desenvolvimento de variedades que se adaptem satisfatoriamente e alcancem os resultados esperados. Isso demanda tempo, estudos e investimentos; para o produtor chegar a estes resultados, teve que antever este cenário. Buscar informações de mercado, fazer um verdadeiro planejamento futuro para ir ao encontro do que os profissionais e consumidores procuravam”, explica Rachel Ferreira Osório, gerente comercial da Cooperativa Veiling de Holambra que, juntamente com a Coperflora, responde por 50% de todo o comércio brasileiro de flores e plantas ornamentais. Apenas na Cooperativa Veiling já constam do catálogo de produtos as versões mini do ananás, aspargo, cactus – inclusive do mandacaru –, crisântemo, cyclamen, orquídea denphalaen, girassol, ixora amarela e vermelha, violeta, kalanchoe e kalanchoe dobrado, samambaia havaiana e schefflera (arbusto). No mercado estão disponíveis, também, minivioletas, bico de papagaio, alocácias e gérberas.
São as novidades e as tendências que movimentam a floricultura nacional. Apesar da falta de mão de obra especializada e de chuvas na região Sudeste, grande produtora, o mercado deve crescer de 8% a 10% este ano, na mais pessimista das previsões. A Expoflora é a grande vitrine para que isso aconteça, pois permite apresentar ao mercado as novidades do setor e avaliar a opinião do público consumidor.

Serviço:
33ª Expoflora
Data: de 29 de agosto a 28 de setembro, de sexta-feira a domingo
Horário: das 9h às 19h
Localização: Holambra, SP 340, rodovia Campinas-Mogi Mirim, saída 140
Ingressos: R$34,00 na bilheteria
Informações para o público: (19) 3802-1421 www.expoflora.com.br e expoflora@expoflora.com.br.

Jacutinga, circuito das malhas: turismo e exportação

Foto: divulgação.
O Circuito das Malhas está localizado em uma região montanhosa, de clima agradável, no Sul de Minas Gerais. É composto por cidades famosas por oferecerem ótimas opções para compra de malharia. Os municípios são, também, destinos ideais para quem busca a paz e descanso.
A região, que antes se ocupava exclusivamente de atividades agropecuárias, descobriu sua verdadeira vocação – o domínio da arte da malharia que produz para o Brasil e exporta para além das fronteiras.
Em Jacutinga, a capital nacional das malhas, o belo Parque Primo Rafaelli, a Fonte e o Lago municipal, a Igreja Matriz de Santo Antônio, o Pico da Forquilha e a Praça Francisco Rubim são atrações que merecem ser visitadas.
A atividade transformou o local em um dos mais importantes centros de malharia retilínea do país. Hoje, o trabalho artesanal foi substituído por equipamentos modernos, mas sem perder a originalidade. São mais de 1.300 malharias que vendem seus produtos em centenas de estabelecimentos comerciais, magazines sendo um paraíso para lojistas e outros visitantes.
Jacutinga possui atualmente um parque têxtil com aproximadamente 1.300 fábricas em funcionamento e cerca de 750 lojas que atendem atacado e varejo e que retratam muito bem a estratégia de competição dos empresários locais, focada de forma intensa no conceito de agregar cada vez mais qualidade e design aos produtos. A cidade é referência nacional e até internacional no segmento e atualmente exporta para mais de 30 países, sendo ainda um dos maiores exportadores de vestuário do estado de Minas Gerais, com aproximadamente 30% do total exportado.
A movimentação das cidades do Circuito Turístico das Malhas comprova: ali é o melhor lugar para quem procura lazer e compras. E o destino é sinônimo de beleza e qualidade de vida. Conheça e se encante por Jacutinga, Minas Gerais.

João Carlos Rocha e Projeto “Sambeiro” amanhã no Almanaque

Foto: divulgação.
O Almanaque Café (Avenida Albino José Barbosa de Oliveira 1240, Barão Geraldo – Campinas) apresenta amanhã, dia 2, às 21h, o espetáculo João Carlos Rocha e projeto Sambeiro. O espetáculo é resultado da pesquisa iniciada pelo maestro João Carlos Rocha sobre vida e obra de Candeia (autor do clássico Preciso me encontrar, entre outras belas canções), grande compositor brasileiro e peça fundamental para popularização do samba e do “partido alto”. Para a produção do espetáculo, João se une ao percussionista e arranjador Adriel Job e ao percussionista Fernando Riberti. Como convidado, o projeto recebe o guitarrista Gustavo de Medeiros. Couvert Artístico: R$20,00.
Para mais informações, (19) 3249-0014.

População contribui e consumo de água em Indaiatuba mantém redução de 24% em agosto

Foto: Giuliano Miranda.
O mês de agosto manteve os mesmos 24% de redução no consumo de água do mês de julho, em comparação a janeiro deste ano. Essa redução se deve à intensificação do programa de combate às perdas de água na rede de distribuição, que conta com ações como substituição de redes, adutoras e ramais antigos e diminuem o desperdício causado por vazamentos e à conscientização da população.
O SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) vem realizando campanhas de conscientização da população quanto ao uso correto da água, principalmente nesse período de estiagem que todo estado de São Paulo vem enfrentando. A realização de constantes programas de educação ambiental nas escolas da cidade, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, tem reduzindo cada vez mais o consumo de água.
Em 2014 está sendo implantado o Educa Água, que já reduziu em 28% o consumo em 25 Escolas Municipais de Ensino Básico. “Apesar de ainda vermos pessoas desperdiçando água, lavando carros e calçadas, a grande maioria da população está consciente da forte estiagem que estamos enfrentando e está economizando”, enfatiza o superintendente do SAAE, engenheiro Nilson Gaspar.
Um dos grandes problemas de desperdício é o vazamento na rede interna das residências, que muitas vezes não são visíveis. É importante que se faça a manutenção constante nos equipamentos hidráulicos. O SAAE está distribuindo juntamente com as contas de água de agosto e setembro um panfleto mostrando como evitar o desperdício e como verificar se há vazamentos no imóvel. 

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Campinas Restaurant Week mistura cores e sabores em sua 3ª edição

O Restaurant Week está de volta a Campinas para a sua 3ª edição. De 8 a 28 de setembro serão oferecidos menus completos aos participantes, com entrada, prato principal e sobremesa, ao valor fixo de R$37,90 no almoço e R$49,90 no jantar. Dessa vez, os chefs terão que usar a criatividade e elaborar menus completos com o tema Gastronomia Fusion, o que trará uma mistura de cores e sabores deliciosos aos pratos.

Kika Baldasseirine encerra o "Menu Musical" de agosto

Foto: divulgação.
É com uma mistura de ritmos e estilos que Kika Baldasseirine fecha a agenda do Menu Musical de agosto no Shopping Jaraguá Indaiatuba. Acompanhada por seu violão, a cantora encanta a todos com sua bela voz na apresentação do próximo domingo (dia 31), às 12h30.
Arranjos sofisticados e um repertório escolhido a dedo dão um toque especial na apresentação da artista, que comemora 15 anos de parceria com o músico Jarbas Santana e quem ganha é o público, já que o repertório deles garante horas de música boa para todas as idades.
O Projeto Menu Musical do Shopping Jaraguá, traz o som alegre e contagiante desta dupla, já bastante conhecida em Indaiatuba e região, todo último domingo do mês, das 12h30 às 15h30.

Serviço
Projeto cultural “Menu Musical”
Local: praça de alimentação do Shopping Jaraguá - Rua 15 de Novembro, 1200, Centro – Indaiatuba.
Data: todos os domingos
Horário: das 12h30 às 15h30
Evento gratuito.

Nova edição da Vila das Artes terá presença da ONG Ateac de cães terapeutas

http://ateac.org.br/
A edição de setembro da Vila das Artes, feira de arte e artesanato do distrito de Sousas, terá a participação especial da ONG Ateac, de cães terapeutas. A feira acontece mensalmente, sempre no primeiro domingo de cada mês, na Praça Beira Rio, no centro do distrito. Na edição do dia 7 de setembro, a Ateac estará presente novamente para apresentar um pouco do seu trabalho com cães terapeutas.
A organização realiza cerca de 800 atendimentos todos os meses, com apoio de 60 cães terapeutas e voluntários treinados, além de profissionais das áreas de medicina veterinária, psicologia e adestradores. Atualmente nove instituições são beneficiadas com o projeto. São instituições, hospitais e centros de saúde da região de Campinas que recebem as equipes da entidade para auxiliar no tratamento de crianças e adultos através de atividades semanais com os cães.
Durante a Vila das Artes, a Ateac fará venda de diversos produtos, como camisetas e canecas, cuja renda será revertida à entidade. Os cães da instituição também estarão presentes durante todo o dia.
A atração musical da edição de setembro é o repertório de MPB apresentado pela dupla Wagner & Faty.
Criada em 1998 a partir da união de artistas moradores do distrito de Sousas, a feira Vila das Artes já se tornou um conhecido ponto turístico dos distritos de Sousas e Joaquim Egídio. Ao todo, reúne trabalhos de aproximadamente 35 expositores. Neste grupo, há artistas fixos e convidados, de Sousas e várias cidades da região. Dentre os produtos oferecidos, estão cerâmica, patchwork, bolsas, roupas, bijuterias, acessórios e objetos de decoração, entre muitos outros; tudo isso em um ambiente bucólico e aconchegante, às margens do Rio Atibaia, sempre com música ao vivo.

Serviço:
Feira de Artes e Artesanato – Vila das Artes
Local: Praça Beira Rio – distrito de Sousas / Campinas/ SP
Data: 07/09.
Horário: das 9h às 14h
www.viladasartescampinas.wordpress.com.