Para pensar:

"Esta vida é uma estranha hospedaria,
De onde se parte quase sempre às tontas,
Pois nunca as nossas malas estão prontas,
E a nossa conta nunca está em dia."

Mario Quintana

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Prefeitura e Câmara promovem sessão solene dia 9 para celebrar 185 anos de Indaiatuba

O agraciado com a medalha João Tibiriçá Piratininga 
em 2014, Evans Fritsch, entre o prefeito Reinaldo 
Nogueira e o presidente da Fundação Pro-Memória, 
Antônio Reginaldo Geiss, na sessão solene dos 184 
anos de Indaiatuba. 
Foto: Arquivo – Eliandro Figueira – SCS/PMI.
A Prefeitura Municipal e a Câmara Municipal de Indaiatuba promovem no próximo dia 9 de dezembro, quarta-feira, a partir das 20 h, no Plenário Joab José Pucinelli (Rua Humaitá, 1167 – Centro), sessão solene que celebra os 185 anos do município. A entrada é gratuita e toda a população está convidada a participar.

Na ocasião, será entregue a medalha João Tibiriçá Piratininga à agraciada deste ano, Martha de Andrade Barbosa Marinho, além dos títulos de Funcionário-Padrão do Poder Executivo a Clotilde Martins Carmona (Prefeitura Municipal), Cleusa Maria Agassi Pazini (Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura – FIEC), Fernanda Sales de Faria (Serviço de Previdência e Assistência Social dos Funcionários Municipais de Indaiatuba – Seprev) e Alexandre Ferreira (Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE) e de títulos Honoríficos do Poder Legislativo. Informações: (19) 3885-7700.

Sobre os agraciados
Martha de Andrade Barbosa Marinho
Mãe, avó, educadora, escritora e musicista, Martha de Andrade Barbosa Marinho nasceu em Barretos em 18 de outubro de 1940 e vive em Indaiatuba há mais de 30 anos. Iniciou seus estudos no Grupo Escolar de Barretos e depois no Colégio Maria Auxiliadora. Começou os estudos de música com a Professora Adelaide Gallati e foi depois encaminhada para o Conservatório Municipal. Fez o curso de Canto e Regência no Instituto Evelina Harper e integrou o Coral da Catedral Evangélica de São Paulo e o Coral Amigos de Bach, sendo ainda regente do Coral da Igreja Presbiteriana de Santana.

Fez o curso de História no instituto isolado da USP – Faculdade de Ciências e Letras de Assis, hoje Unesp. Cursou pós graduação na Escola de Sociologia e Política de São Paulo e na PUC de São Paulo. Em 6 de julho de 1963, em São Paulo, casou-se com João Marinho Filho, com quem comemorou bodas de ouro em 2013. Fruto deste união vieram os filhos João Marcos Barbosa Marinho, historiador, Anael Barbosa Marinho, médica, José Márcio Barbosa Marinho, médico, e Márcia Barbosa Marinho, economista. A família cresceu com a chegada dos netos Sarah, João Gabriel, Eduardo, Catarina, Gabriela, Rafael e Clara.

Martha possui uma intensa história de atividades profissionais na música, no ensino da História e na Igreja. Em Indaiatuba, iniciou suas atividades em música com aulas particulares de canto e regência do Coral da Igreja Presbiteriana de Indaiatuba. Reorganizou o coral infantil e atividades de ensino na Escola Dominical. Na sequência, começou a lecionar na EE Hélio Cerqueira Leite e EE Helena de Campos, passando depois à EE Randolfo Moreira Fernandes, onde atuou como a primeira professora de História concursada e ficou até a aposentadoria. No Monteiro Lobato, foi professora de História e Geografia.

Em 1983 participou da organização e foi voluntária na Creche Amiguinhos de Jesus, na Morada do Sol. Com o esposo, atuou ativamente na criação e organização do projeto Agape, espaço que oferecia atividades especiais para crianças e adolescentes. Integrou projetos especiais na EE Helio Cerqueira Leite e na EEPG Aurora Scodro Groff. Em 1995 assumiu a presidência da Sociedade Cultural Cantátimo, entidade que surgiu em 1985 como coral da cidade. Foi regente do Coral da Igreja Presbiteriana Rancharia, Coral da Igreja Presbiteriana de Assis, Coral da Igreja Presbiteriana de Jundiaí e finalmente Coral da Igreja Presbiteriana de Indaiatuba, onde permaneceu por mais tempo.

Participa da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba desde sua criação. Foi secretária do Conselho Consultivo e depois eleita presidente. Atualmente integra o Conselho Administrativo.

É autora do livro Uma Aventura na Terra dos Indaiás, publicado pelo Rotary Club de Indaiatuba, destinado a crianças e adolescentes, tendo como tema a história da cidade. Atualmente prepara outra obra, desta vez sobre as origens do presbiterianismo em Indaiatuba, com um amplo trabalho de levantamento de fontes em São Paulo, com o intuito de colaborar para o entendimento da história da nossa cidade na primeira metade do século XX.

Em 1998 recebeu da Secretaria da Cultura do Estado o diploma “Parceiros da Cultura” por sua atuação eficiente e participação ativa no desenvolvimento de ações culturais essenciais ao Estado de São Paulo. Recebeu também da Fundação Rotária do Rotary Internacional o título de Companheiro Paul Harris, em reconhecimento à prestação de tangíveis e significantes serviços com o objetivo de fomentar a compreensão e as relações amistosas entre os povos do mundo.

A medalha João Tibiriçá Piratininga é entregue desde 1984, quando entrou em vigor a Lei nº 2.086. O objetivo é homenagear cidadãos que tenham prestado relevantes serviços ao município de Indaiatuba e quem escolhe os homenageados é a Fundação Pró-Memória.

Alexandre Ferreira
Agente Fiscal I do SAAE, Ferreira nasceu em Indaiatuba e ingressou na autarquia em 2009, passando em janeiro deste ano a chefiar seu setor de atuação graças ao trabalho feito sempre com excelência. Anteriormente, em 2007, teve seu primeiro contato com o SAAE ao ministrar aulas de ginástica laboral para os funcionários através da Empresa Passo a Passo, onde atuou por dois anos. Na ocasião, os próprios servidores o incentivaram a prestar o concurso para agente fiscal devido a seu reconhecido talento para lidar com o público. Como fiscal, Ferreira compreende a importância e a responsabilidade de lidar diretamente com a população, buscando entender também a difícil realidade em que muitos se encontram. “Minha formação em Educação Física me dá a bagagem necessária para entender as necessidades de nossos usuários e atendê-los com a cortesia e eficiência que merecem”, diz ele, afirmando ainda estar muito orgulhoso do reconhecimento dos companheiros de trabalho. Seu interesse pelo esporte faz com que continue dando aulas em academias e participe ainda do projeto de futebol solidário Amigos do Bem. É casado com Nathalia Ferreira e tem três filhos: Pedro, Heitor e Fernanda.

Cleusa Maria Agassi Pazini
Casada com Ademir Pazini e mãe de dois filhos, Rafael e Luciene, Cleusa é agente de Administração e Serviços na FIEC já há 20 anos, ingressando na autarquia em 1995 após concurso público. Inicialmente trabalhava na área de limpeza, sendo depois transferida para a Secretaria Acadêmica, onde até hoje desempenha suas atividades. Nasceu em Lavínia (SP) e mudou-se ainda criança para Mirandópolis (SP), onde passou sua infância e viveu até os 20 anos, quando se casou e foi morar em São Paulo. Em 1982 mudou-se para Indaiatuba. Como hobby, Cleusa gosta de fazer caminhadas pelo Parque Ecológico.

Clotilde Martins Carmona
Formada em Serviço Social pela Puccamp e com MBA em Administração Pública e Gestão de Cidades, Clotilde atua há 20 anos na Prefeitura Municipal, onde ingressou como auxiliar de escritório, passando depois a assistente social, função que ocupa até hoje. Sua dedicação e empenho no atendimento aos servidores, respeitando-os como ser-humano independente do cargo, orientando-os conforme a legislação vigente e encaminhando-os aos órgãos competentes a fim de solucionar as necessidades, fez com que os colegas a indicassem para o título de funcionária-padrão nos anos de 2002, 2007 e 2015. Clotilde acredita que a vida é um aprendizado, por isso faz questão de participar de todos os cursos sugeridos pela Administração Pública. Além das indicações dos colegas, destaca como fato importante de sua vida profissional ter sido a candidata mais votada para o cargo de conselheira do Seprev por duas vezes consecutivas. “Acredito na dedicação do profissional, na sinceridade, honestidade, saber ouvir, atendendo o funcionário público no serviço social com respeito e dignidade”, diz a indicada.

Fernanda Sales de Faria
Com formação técnica em Química pela FIEC e graduada em Economia pela Universidade Paulista, Fernanda trabalha no Seprev há mais de cinco anos e atualmente é Oficial Administrativo, exercendo suas funções no setor de Contas Médicas do Departamento de Assistência à Saúde com eficiência e dedicação. Anteriormente, atuou como auxiliar de Controle de Qualidade na Farmácia Alquimia, auxiliar de laboratório na Tecnozinco e auxiliar de produção na Indupack. É reconhecida por ser sempre cortês e educada com os colegas de trabalho, com ótima assiduidade e senso se colaboração, educação e responsabilidade no desempenho de suas tarefas. Demonstra ainda interesse em seu aperfeiçoamento, participando regularmente de cursos de desenvolvimento e atualização. Fora do expediente, encontra ainda tempo para ajudar no buffet de seus pais, com quem mora, auxiliando-os no preparo de alimentos, recepção e atendimento ao público.

Para concorrer ao título de Funcionário Padrão é necessário ser funcionário efetivo com pelo menos três anos de exercício. Na Prefeitura Municipal o número de candidatos ao título em cada secretaria é proporcional ao número de funcionários lotados. Após uma eleição prévia por meio de votação em cada secretaria, os currículos dos selecionados são analisados por uma comissão julgadora, que define o vencedor e que em 2015 foi composta por Dalva Lopes de Almeida, Patrícia Aparecida Saraiva Gonçalves Zanzotti e Sérgio Adriano Lelli. As autarquias realizam seu próprio processo interno de eleição e seleção do vencedor.

Nenhum comentário: